HOME | Biblioteca | Documentos | Ter mais ou... viver melhor?

Documentos

24 de Janeiro de 2014

Ter mais ou... viver melhor?

Ter mais ou... viver melhor?

Autor:Worldwatch Institute

Editora:Worldwatch Institute

Somos hoje mais de 7 bilhões de seres humanos no planeta, mais de 50% vivendo em cidades. No Brasil a população urbana é ainda maior: mais de 84% das pessoas vivem amontoadas em cidades, alimentando um modelo de vida que é cada vez mais insustentável. Crescemos a um ritmo de 80 milhões de novos habitantes no planeta por ano.

Somente hoje, quase 220 mil novas pessoas, no mundo todo, estarão na mesa para o almoço – mas nem todas irão almoçar. Cerca de 2 bilhões de seres humanos não sabem o que vão comer, nem se vão comer, a cada dia. E como estão os nossos níveis de consumo e de desperdício? Cada peça comprada e esquecida no nosso guarda-roupa gera impactos nos recursos naturais do planeta. E ficam esquecidas! Será que podem servir a outras pessoas? São 200 milhões de telefones celulares descartados no Brasil somente em 2012. Será que era mesmo preciso que cada um desses celulares fosse trocado por um novo? Será que as próximas gerações poderão continuar consumindo da mesma forma que consumimos hoje?

Impossível ignorar os impactos negativos dessa forma de viver, em que muitos consomem a um ritmo frenético, contribuindo para destruir os sistemas naturais e para impulsionar a crise climática que afeta a todos. O uso excessivo de recursos naturais, tanto os renováveis como os não renováveis, a dificuldade na mobilidade urbana e o acúmulo de resíduos são exemplos do modelo insustentável de produção e consumo atualmente adotado.

A publicação "Ter mais ou viver melhor?" é uma versão teen do relatório do WWI–Worldwatch Institute, Estado do Mundo 2010 – Transformando Culturas, do Consumismo à Sustentabilidade, publicado no Brasil em parceria com o Instituto Akatu. No relatório completo, você encontrará dados e conteúdos aprofundados sobre os temas tratados nesta publicação.

A versão teen, desenvolvida em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unnesco), contém dicas que você pode aplicar desde já, como aproveitar a sabedoria dos mais velhos, abordar a sustentabilidade por meio da música e da religião e aplicar novos hábitos e antigas tradições.

Além disso, você encontrará também exemplos de mudanças de atitude em diversas partes do mundo que podem ser trazidos para o Brasil. Que tal usar tudo isso para fazer o nosso cotidiano mais sustentável? Esperamos que todos curtam esta publicação, divulguem suas experiências e tragam novas ideias para a gente!

 

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital