HOME | Biblioteca | Pesquisas | Vulnerabilidades das Megacidades Brasileiras às Mudanças Climáticas: Região Metropolitana de São Paulo

Pesquisas

29 de Junho de 2010

Vulnerabilidades das Megacidades Brasileiras às Mudanças Climáticas: Região Metropolitana de São Paulo

Vulnerabilidades das Megacidades Brasileiras às Mudanças Climáticas: Região Metropolitana de São Paulo

O estudo Vulnerabilidades às Mudanças Climáticas foi desenvolvido em parceria por pesquisadores do INPE, Unicamp, USP e Unesp, para identificar as possíveis áreas da região metropolitana que seriam ocupadas no futuro e o risco potencial, caso o padrão de uso e ocupação do solo atual se perpetue sem nenhuma alteração e controle.

O documento sugere que, entre 2070 e 2100, uma elevação média na temperatura da região da cidade de São Paulo, de 2º C a 3º C, poderá dobrar o número de dias com chuvas intensas (acima de 10 milímetros) na capital paulista. Esse cenário poderá causar maior intensidade de chuvas e, consequentemente, desabamentos e alagamentos.

Autores: 
Carlos A. Nobre Centro de Ciência do Sistema Terrestre, INPE
Andrea F. Young Núcleo de Estudos de População, UNICAMP
Paulo Saldiva Faculdade de Medicina, USP
José A. Marengo Centro de Ciência do Sistema Terrestre, INPE
Antonio D. Nobre Centro de Ciência do Sistema Terrestre, INPE
Sinésio Alves Jr. Centro de Ciência do Sistema Terrestre, INPE
Gustavo Costa Moreira da Silva Centro de Ciência do
Sistema Terrestre, INPE
Magda Lombardo UNESP – Rio Claro

 

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital