Editorias / Economia e Política
HOME | Conexão ONU | Longe das metas: 58% dos municípios e 16 Estados falham contra a pobreza

Economia e Política

23 de Março de 2009

 

Longe das metas: 58% dos municípios e 16 Estados falham contra a pobreza

 Municípios e Estados brasileiros têm muita dificuldade para combater a pobreza
Municípios e Estados brasileiros têm muita dificuldade de combater a pobreza/Foto: Mundo Desconcertante

Até 58% dos municípios brasileiros e mais 16 Estados estão abaixo do nível necessário para o cumprimento do primeiro dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU): a redução da pobreza pela metade de 1990 até 2015. As informações são do Portal ODM, que fez um levantamento com dados do censo para reunir os índices sobre a evolução das metas em todas as cidades do Brasil.

De acordo com a pesquisa, apenas 42% dos municípios do país reduzem a pobreza com ritmo adequado para alcançar meta do milênio até 2015; dos Estados, apenas 11 estão no caminho certo. O estudo levou em conta a velocidade de queda da proporção de pessoas vivendo com até meio salário mínimo verificada nos últimos anos. A projeção inicial é a de que o Brasil, como um todo, consiga cumprir com esta meta, mas em 433 cidades a pobreza chegou a aumentar entre os anos de 1991 e 2000.

A situação mais grave é a de municípios do Maranhão e Piauí. Ao juntar os 438 municípios dos dois Estados, apenas 8% deles tinham conseguido reduzir em mais de 20% a pobreza até 2000. A média brasileira no período foi de 34,4%. Em 1991, os Estados somavam 354 municípios com mais de 80% de pessoas na pobreza. Em 2000, o número caiu para 122, mas quase todas as cidades mantém mais da metade da população na pobreza.

O gráfico abaixo mostra quais municípios que, se mantiverem o mesmo ritmo registrado de 1991 a 2000, conseguirão atingir a meta:

 Gráfico dos Municípios

 

Estados

A situação de pobreza nos Estados brasileiros também preocupa e deixa dúvidas sobre a viabilidade do cumprimento da primeira meta dos ODM. Das 27 unidades da federação, apenas 11 apresentam ritmo suficiente para alcançar a meta até 2015: Tocantins, Goiás, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Espírito Santo e Rondônia. Roraima tem a pior situação nas duas épocas, tendo a pobreza aumentado 14% no total. Os catarinenses foram os que mais reduziram a pobreza: 69,5% - quase o dobro da média nacional.

Veja abaixo como está a situação dos Estados quanto a redução da pobreza:

 Gráfico dos Estados

Fatores provenientes das desigualdades sociais, o alto índice de desemprego e a falta de políticas públicas são apontados como determinantes para o aumento da pobreza em todo o país.

Leia também

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital