Editorias / Voluntariado
HOME | Dicas e Guias | Guias | 2012 | Janeiro | Sete dicas para ser um voluntário

Voluntariado

29 de Maio de 2012

 

Sete dicas para ser um voluntário

 capa.jpg
Foto: vastateparksstaff

O Dia Internacional dos Voluntários, celebrado no dia 5 de dezembro, pode inspirar muitas pessoas a dedicar seus tempos e talentos em prol de uma causa nobre. Para ajudar o esses futuros voluntários, listamos sete dicas que poderão auxiliar na hora de escolher a atividade que mais se adequa a cada um.

Filie-se a uma ONG

Essa é a forma mais tradicional de contribuir. Organize seu tempo, escolha uma instituição com a qual você se identifica e comece a trabalhar. Não é preciso nada além de disposição para ajudar. Pode ser auxiliando pessoas doentes, recolhendo cães desabrigados ou defendendo a Amazônia – o importante é fazer a sua parte.

Há inúmeras organizações não governamentais que lutam pela preservação do nosso planeta. Elas são as portas-vozes dos abusos cometidos em todo o mundo. Algumas já são bastante conhecidas, como a Fundação Avina, o WWF, o Greenpeace, a SOS Amazônia e o Worldwatch Institute. Outras agem localmente e você pode encontrar bem perto da sua casa.

Se informe sobre aquelas com as quais você mais simpatiza, veja como você poderá ajudar e participe.

Seja um voluntário on-line

Caso você não tenha tempo livre para ir até uma dessas instituições, procure por voluntariados on-line: uma opção para que quer ajudar, mas só pode fazê-lo em casa ou em seu ambiente de trabalho, em alguns momentos específicos.

O voluntariado on-line é uma modalidade de voluntariado que permite qualquer cidadão realizar atividades sem sair de casa, sendo feita totalmente ou em parte via internet, sem precisar estar presente nas organizações. As principais vantagens são por permitir quebrar as barreiras da distância e disponibilidade de horário, já que o voluntário realiza o trabalho em casa ou no seu local de trabalho na hora que puder.

Os benefícios e responsabilidade são iguais as de um voluntário tradicional, e as vagas disponíveis são divulgadas em sites como o do Online Volunteering e do Voluntários Online, ou ainda na própria página das organização.

Implante um programa de voluntariado em sua empresa

Outra forma de contribuir é implantando um programa de voluntariado empresarial (ou corporativo) na empresa onde você trabalha. Comandado pela empresa ou por um grupo de voluntários ligado diretamente ou indiretamente à organização, o programa ajuda a transferir conhecimentos e competências de planejamento e gestão para as organizações sociais, trazendo uma série de benefícios para todas as partes envolvidas no processo.

Qualquer empresa pode ter um programa de voluntariado, basta que haja iniciativa de um grupo de funcionários ou da própria direção. Por isso, se informe sobre a possibilidade, converse com seus chefes e colegas e implante o voluntariado em sua empresa.

Seja voluntário nas férias

As férias estão se aproximando e essa pode ser uma boa oportunidade de ajudar alguém e viver uma experiência inesquecível. Uma vertente do turismo chamada de “volunturismo” tem ajudado a transformar o período de férias em uma boa causa.

São diversos programas de voluntariado que podem ser feitos durante as férias. Eles existem em diversas partes do mundo e podem ser realizados em todos os períodos do ano. Basta se cadastrar em uma organização que realiza esse tipo de programa e passar suas férias ajudando a quem precisa.

Doe

A doação é uma das formas mais simples de ajudar o próximo. Portanto, se você tem roupas, brinquedos ou outros objetos que já não usa, doe-os a quem precisa. Tudo isso será muito mais bem aproveitados por outras pessoas e vocês ainda evitam que ele estrague e acabe no lixo.

Você também pode doar livros para escolas, bibliotecas e penitenciárias. Você pode enviar ou levar diretamente aos locais ou doar a instituições que realizam a coleta desses materiais.

Depois de selecionar tudo que poderá ser doado, procure uma biblioteca ou escola pública e entregue o material. Para doar para penitenciarias, ligue para a instituição escolhida e verifique qual o procedimento. Algumas cadeias não aceitam livros de capa dura ou com espiral, por exemplo.

Você ainda pode realizar mutirões em sua comunidade, empresa ou entre os próprios familiares e arrecadar uma grande quantidade de objetos e até alimentos não perecíveis e levar em organizações sem fins lucrativos.

Seja um cidadão ativo

Antes de se comprometer com ONGs e outras instituições, garanta que seus deferes de cidadão estão sendo cumpridos corretamente. Por isso, se informe sobre obras e gastos públicos, participes de audiências de sua cidade, fiscalize os políticos eleitos e cobre as promessas de campanha.

Você também pode ser ativo dentro da sua comunidade. Tem alguma assinatura de jornal ou revista? Então converse com seus colegas de trabalho ou vizinhos e promova uma troca entre vocês. Assim, quando um terminar de ler, empresta para o outro, e vice versa.

Se você possui muitos objetos em casa que já não utiliza e não sabe o que fazer além de descartá-los, uma boa idéia pode ser um bazar ou uma feira de bairro. É bastante simples, basta organizar com seus vizinhos um dia e um local onde todos possam levar as coisas que já não querem e trocar ou vender seus pertences. 

E se no final da feira você perceberem que sobrou muita coisa, vocês podem ser organizar e levar esses materiais a uma instituição de caridade ou a um centro de doações.

Seja um porta-voz

Viu um cano estourado desperdiçando água no meio da rua? Presenciou alguém vendendo animais silvestres na beira de uma estrada? Sabe que sua vizinha é vítima de agressão doméstica? Denuncie imediatamente. Basta ligar para o órgão responsável e fazer a sua reclamação. Apesar de dever de todos os cidadãos, muita gente acha que quando o problema não está diretamente ligado a ela, não é do seu interesse.

Não importa qual seja a denúncia nem quantas pessoas já tenham reclamado, quanto mais gente melhor. Por isso, mantenha sempre à mão os telefones e os demais contatos dos órgãos sociais e ambientais da sua cidade. Se não souber qual órgão procurar, ligue para o 190 e pergunte à polícia a quem recorrer. E não esqueça que você não precisa se identificar.

Você também pode ajudar espalhando informações úteis para a sociedade. Quando souber ou aprender alguma coisa nova que possa ser benéfica para alguém ou para o mundo, divida essa informação. Deixe que o conhecimento chegue a outros ouvidos para que possa ser posto em prática por mais gente.

Se cada pessoa que você conhece pudesse pôr em prática alguma pequena ação que ajudasse a transformar o nosso planeta em um lugar melhor, já imaginou que revolução não poderia acontecer?

Então espalhe as novidades, conte algo interessante que ficou sabendo, divida suas experiências. Seja em casa, no trabalho, na escola ou faculdade, o importante é promover o conhecimento e a informação em prol de um mundo mais sustentável.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital