Editorias / Voluntariado
HOME | Notícias | Rede Social aproxima a educação sustentável de comunidades carentes

Voluntariado

28 de Outubro de 2009

 

Rede Social aproxima a educação sustentável de comunidades carentes

apadrinhamento.jpg
A rede de voluntários espera contribuir com a diminuição da pobreza em todo o mundo / Fotos: Divulgação

Uma em cada 10 crianças de países em desenvolvimento morre antes dos 5 anos. Alarmante? Sem dúvida. Doenças e fome são apenas algumas das consequências que, causadas pela pobreza, contribuem para altos números, como os 15 milhões de crianças desnutridas só no Brasil. Contando com doações e apadrinhamento, a ActionAid ajuda a romper este ciclo vicioso.

Presente em diferentes países do mundo e em 13 estados brasileiros, o movimento não-governamental sem vínculos religiosos, partidários ou lucrativos, é desenvolvido em parceria com grupos e organizações locais de comunidades carentes, senda do espaço urbano ou do rural, e tem foco na educação, alimentação, direitos femininos e democracia.

Com a intenção de construir uma rede de superação das dificuldades e garantir o acesso destas populações aos direitos básicos, a iniciativa que há 9 anos se estabeleceu no Brasil estima que mais de 51.000 famílias são beneficiadas diretamente pelo programa.

apadrinhamento2.jpg
Com o intuíto de não desenvolver apenas algumas famílias, mas sim, toda a comunidade entorno, o projeto distribui apoio financeiro para instituições sociais das próprias comunidades carentes

Rede de boas ações

“Quando a pessoa esta excluída da rede entre a sociedade, o estado e a ação voluntariada é possível que ela entre em graves problemas sociais como violência e pobreza. Por isso a importância de integrar a sociedade, através das pontes estabelecidas pelo projeto, aos seus direitos constitucionais e à participação pública”. É o que Glauce Azura, coordenadora de comunicação do ActionAid no Brasil.

Em entrevista ao EcoDesenvolvimento.org, Glauce explica que o processo de investimento na educação, alimentação e direitos constitucionais de determinada região é feito de fora das famílias para dentro.Ou seja, o apoio financeiro de voluntários e doadores não é repassado diretamente para a família, mas sim, através do crescimento de instituições sociais entorno dela, possibilitando que a criança se desenvolva a medida em que sua comunidade é beneficiada.

O acompanhamento do projeto fica por conta de relatórios e depoimentos das próprias crianças. “O “padrinho” recebe cartas das crianças, fotos e um relatório produzido pela ActionAid apontando crescimentos e identificando onde foram feitos investimentos. Além disso, são programadas duas visitas para que os doadores possam interagir com as crianças”.

apadrinhamento4.jpg
Com projetos direcionados tanto para centros urbanos, como para centros rurais, a ActionAid estimula a cooperação para o crescimento social mútuo

Bons exemplos

apadrinhamento3.jpgA ação em meios rurais, um dos braços de articulação do projeto, ganhou destaque durante o ano. A iniciativa estimula Práticas Agro Ecológicas, comenta Azura, e desenvolve a agricultura sustentável em pequenas comunidades rurais, fazendo com que elas não apenas consigam manter uma produção de maneira responsável, como também tenham condições de aumentar o potencial comercial dos seus alimentos.

“Técnicas de plantio, redução de insumos, melhor uso da água e cultivos consorciados são algumas das práticas auxiliadas por projetos que recebem o apoio da ActionAid. A intenção é fazer com que os pequenos agricultores consigam entrar no mercado e ter acesso a programas de incentivo também do governo, para conseguirem não apenas produzir para se alimentar, mas também angariar recursos para outras necessidade”, diz Glauce.

Em relação à educação, as escolas rurais ganham atenção especial e além do currículo escolar tradicional, oferecem para as crianças um conteúdo especifico, neste caso, direcionado à vida na zona agrícola.

opa.jpgAssim como a educação de crianças em áreas de risco, como favelas e periferias no sudeste e nordeste brasileiro, onde as escolas locais recebem apoio para ofertar às crianças um ensino de qualidade e mais estimulante para o contexto social e cultural.

Um resultado concreto do programa na sociedade é o exemplo de mulheres de São João do Meriti, na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro, onde a sensibilização ao combate a violência doméstica motivou a criação de um grupo de debates, onde as próprias moradoras da região se encarregaram de cobrar das delegacias regionais os recursos necessários para acolher as mulheres agredidas.

Para conhecer mais sobre o projeto ou apadrinhar uma criança, acesse o site do projeto e entenda como uma cadeia de solidariedade pode render bons frutos para o país e quem nele vive.
 

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital