Editorias / Energia
HOME | Notícias | Google integra projeto bilionário de energia eólica nos Estados Unidos

Energia

13 de Outubro de 2010

Leia Também
 

Google integra projeto bilionário de energia eólica nos Estados Unidos

 investimento do google �em linhas de transmiss�. as turbinas e�icas dependem de outros investimentos
Projeto que inclui recursos do Google refere-se a linha de transmissão. Outros investidores terão de financiar e construir as turbinas eólicas/Foto: Vattenfall

O Google decidiu colocar recursos em um projeto de US$ 5 bilhões que prevê a instalação de uma linha de transmissão de energia elétrica destinada a interligar usinas eólicas construídas no mar à populosa Costa Leste dos Estados Unidos, segundo informou a agência de notícias Reuters.

A decisão marca a mais recente incursão do gigante das buscas na internet em negócios distantes da origem da empresa. O Google, que tem cerca de US$ 30 bilhões em caixa, não informou quanto investiu para comprar 37,5% de participação no projeto Atlantic Wind Connection, mas os projetistas garantiram que a rodada inicial de financiamento chegou às dezenas de milhões de dólares.

O financiamento da rede elétrica submarina de 563 quilômetros inclui, além do Google, a empresa japonesa Marubeni, e a norte-americana Good Energies. A instalação será feita pela Trans-Elect, companhia especializada em linhas de transmissão de energia.

O cabo ajudará os envolvidos em projetos de energia eólica marinha a superar o principal desafio em termos de custos: como conectar as turbinas à rede elétrica de uma maneira que permita vender a energia produzida pelo vento no mar a múltiplos clientes.

"Isso servirá como uma via expressa para a energia limpa, com rampas de acesso para os complexos eólicos e capacidade de expansão inteligente", destacou Rick Needham, diretor de Operações Ecológicas do Google, em entrevista coletiva em Washington. "Podemos ajudar a acelerar a criação de um setor industrial capaz de fornecer milhares de empregos."

A Trans-Elect antecipa que o primeiro segmento do projeto, cuja construção deve começar em 2013, tenha o custo de US$ 1,8 bilhão.

O Google descreveu a própria participação inicial de 37,5% no projeto como "estágio inicial", deixando aberta a possibilidade de que outros investidores ou financiadores participem da construção.

Alguns obstáculos

Segundo a Reuters, a indústria de energia renovável recebeu positivamente a notícia do projeto, mas alguns representantes do setor ponderam que a linha de transmissão ligando o continente às turbinas no mar é apenas um de muitos obstáculos enfrentados pelo segmento.

Há ainda uma complexa série de permissões governamentais que têm atrasado projetos por quase uma década e falta de clareza em um marco regulatório para energia e política ambiental em Washington, onde o Congresso dos EUA não parece propenso a aprovar ainda no mandato do presidente Barack Obama um amplo projeto sobre o clima.

A falta de espaço para turbinas eólicas na densamente povoada Costa Leste dos Estados Unidos tem incentivado planos para a instalação de turbinas no mar. O projeto do cabo que recebeu apoio do Google será capaz de transmitir cerca de 6 gigawatts de eletricidade, o suficiente para atender cerca de 1,9 milhão de residências.

Contudo, vale observar que o projeto envolve apenas a linha de transmissão, o que significa que outros investidores terão de financiar e construir as turbinas eólicas.

Com informações da Reuters

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital