Editorias / Empreendedorismo
HOME | Notícias | Tom Szaky e o lixo que transforma o mundo

Empreendedorismo

20 de Dezembro de 2010

 

Tom Szaky e o lixo que transforma o mundo

capa.jpg
"Eu quero mudar a forma como o mundo faz negócios", afirma o jovem empreendedor / Fotos: Divulgação

Tom Szaky tinha apenas 19 anos quando decidiu criar a TerraCycle. O que seria apenas uma empresa de fertilizantes feitos de húmus de minhoca se expandiu para uma companhia internacional que hoje fabrica diversos produtos sustentáveis reutilizando materiais que iriam para o lixo, enquanto ajuda comunidades e ONGs carentes, reforça o conceito de responsabilidade sociambiental em grandes empresas e prova que boas ideias e trabalho duro são a fórmula ideal para transformar o mundo.

Seu modelo de negócio busca ser, ao mesmo tempo, bom para o planeta e para as pessoas. Para isso, inclui diversos membros da sociedade em uma parceria que traz benefícios para todos. Tudo começar com um time de coleta seletiva (formado por uma organização civil, empresa ou mesmo um grupo de vizinhos) que arrecada os materiais indicados no site e enviam gratuitamente para a Terracycle.

A companhia, por sua vez, transforma esses materiais em produtos novos, que são vendidos em grandes redes varejistas parceiras, como a Walmart. Depois, parte do valor arrecadado com as vendas retorna para a comunidade de onde o material foi enviado e é doada para uma instituição indicada pelo grupo.

Hoje a TerraCycle já está presente em seis países, incluindo o Brasil, e doa cerca de US$ 100 mil para entidades carentes por mês. Este ano, a expectativa é de que o faturamento global chegue a US$ 15 milhões, o dobro do último ano, com a venda de uma linha com 400 produtos diferentes.

Para contar como atingiu sucesso mundial utilizando um modelo totalmente novo de empreendedorismo, Szaky publicou em 2008 seu primeiro livro: Revolution in a Bottle: How TerraCycle is Redefining Green Business (Revolução em uma garrafa: Como a TerraCyle está Redefinindo os Negócios Ambientais).

Nessa entrevista exclusiva para o Portal EcoD, Szaky fala sobre os rumos dos negócios sustentáveis, o papel vital do consumidor e o seu desejo de mudar o mundo.

Portal EcoD: Quando você percebeu que trabalhar com lixo poderia ser um bom negócio?

Tom Szaky: Há muito tempo que queria começar um negócio com lixo. Eu saí da Hungria Comunista e me mudei para o Canadá. No oeste tinha tanto lixo, eu nunca tinha visto nada assim na Hungria. E mesmo ainda muito jovem eu vi a oportunidade. Se eu pudesse criar produtos feitos a partir do lixo eu não teria custos com material. Quando eu fui para a Universidade de Princeton eu vi quanta comida era jogada fora nas cafeterias. Então eu aprendi a compostar utilizando minhocas com alguns amigos e fundei a TerraCycle utilizando os animais para converter alimento jogado fora em fertilizante orgânico.

Qual a importância de envolver os consumidores no desenvolvimento e fabricação dos produtos?

O modelo da TerraCyle é único exatamente porque envolve produtores, varejistas e consumidores de uma forma totalmente nova. Fazendo com que os compradores ajudem a coletar o material você os está engajando no seu modelo de negócio e transformando eles em embaixadores da marca, que irão ajudar a espalhar a ideia da Terracycle para todo o mundo e ainda comprarão os produtos que eles ajudaram a produzir.

Por que você acredita que a TerraCycle tem feito tanto sucesso em diversos países?

Eu credito o sucesso da TerraCycle ao desejo dos consumidores de se tornarem mais sustentáveis. As pessoas estão buscando ser mais responsáveis ambientalmente e os programas da TerraCycle são divertidos, fáceis e ajudam as comunidades locais. Nossos programas de Brigadas são uma forma gratuita de ensinar às crianças sobre meio ambiente enquanto ainda geram dinheiro para a escola local e para a caridade. Então qualquer um pode participar, todos podem compreender o que estão fazendo e isso tem ajudado muito no nosso crescimento!

imagem02.jpg
Tom e alguns dos produtos criados a partir de embalagens descartadas 

Você acha que a consciência dos consumidores está mudando?

Eu espero que sim! Mais e mais empresas estão fabricando produtos eco-friendly ou socialmente responsáveis e isso acontece por causa do aumento da demanda dos consumidores. Eu acredito seriamente que a maneira de mudarmos o mundo dos negócios é fazendo com que os consumidores votem com seus dólares. Se nós continuarmos a demandar mais produtos responsáveis, mais as empresas irão responder a isso.

Uma vez você afirmou que as pessoas querem comprar produtos sustentáveis, mais elas não querem pagar a mais por isso. Porém, alguns empreendedores afirmam que isso é impossível, já que os custos de produzir algo ecologicamente correto são muito maiores que de um produto regular. Como tornar essa equação possível?

Utilizando lixo! Como nós utilizamos materiais descartados, que tem pouco ou nenhum valor, nós podemos tornar nossos produtos mais acessíveis. Embora seja verdade que às vezes produtos verdes custam mais caro para serem feitos, isso é mais um esforço de marketing. Utilizando matérias-primas e energia renováveis, as empresas podem economizar dinheiro de fato.

Qual a importância de acessibilizar os produtos sustentáveis para os consumidores em larga escala?

Eu acho essencial que os produtos verdes se tornem mais amplos. Nosso planeta tem recursos limitados e se não conseguirmos criar novas fontes de matéria-prima e fabricar nossos produtos de maneira responsável, isso será terrível para o planeta.

Mas isso não significa que só porque são sustentáveis os produtos não podem ser luxuosos, todas as classes sociais devem ter acesso a produtos responsáveis e acessíveis. É por isso que a TerraCycle busca fabricar produtos tão acessíveis e vendê-los em grandes varejistas em todo o mundo, assim a maioria dos consumidores podem ter acesso fácil a esses produtos.

Você foi nomeado “o CEO nº1 abaixo dos 30 anos” pela revista Inc., em julho de 2006, e é considerado um exemplo de um novo modelo de empreendedor. Você acha que o futuro pertence aos “ecocapitalistas”?

Acho sim. Mas acho que todos os capitalistas se tornarão “ecocapitalistas”. Por todas as razões que já discutimos, à medida que os consumidores demandarem mais produtos ecológicos, mais as empresas terão que reagir, e à medida que os recursos naturais forem se tornando mais escassos, eles também vão se tornar mais caros, forçando as companhias a encontrarem soluções mais sustentáveis para suas matérias-primas.

Qual o seu conselho para alguém que queira investir em um negócio sustentável, mas ainda não está totalmente segundo quanto a isso?

Assuma o risco! Você nunca vai alcançar seus sonhos se você não tentar. Mas tenha a certeza de ter planejado todos os riscos envolvidos e de ter um bom plano de negócio que irá te guiar nos momentos difíceis.

Nessa curta, porém intensa jornada, o que foi mais marcante para você?

Que nenhuma jornada é fácil, nenhum negócio simplesmente decola e começar a gerar muito dinheiro. Você tem que estar comprometido com seus sonhos e trabalhar duro para que eles se tornem realidade.

Quem são seus ídolos?

Eu acho que o Dr. William McDonough, que escreveu Berço a Berço (Cradle-to-Cradle) e Paul Hawken, que escreveu Capitalismo Natural. Esses dois livros me inspiraram a fundar a TerraCycle e eu acredito que podem inspirar outras pessoas também.

O que te inspira?

Eu quero mudar a forma como o mundo faz negócios. Eu acredito que os negócios podem ser bons para a sociedade e para o planeta se forem conduzidos da forma correta. Eu espero que a TerraCycle possa provar isso um dia.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital