Editorias / Consumo Consciente
HOME | Notícias | MMA propõe plano para “revolucionar” a produção e consumo sustentável no Brasil

Consumo Consciente

23 de Setembro de 2010

Leia Também
 

MMA propõe plano para “revolucionar” a produção e consumo sustentável no Brasil

ppcs
O plano está disponível para consulta pública e contribuições durante até o dia 11 de novembro / Foto: MMA

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) lançou para consulta pública a proposta do Plano de Produção e Consumo Sustentáveis (PPCS), que apresenta um conjunto de ações para promover uma “revolução” nas relações de consumo no Brasil.

O PPCS quer colocar na mesma mesa integrantes do governo, do setor produtivo e da sociedade civil para mostrar que responsabilidade socioambiental dá lucro e ajuda a mover o país em direção ao desenvolvimento sustentável. O plano pretende que o consumo consciente deixe de ser visto como alternativo e passe de segmento de mercado à regra geral.

"Vamos convocar a sociedade! A ideia é sair da zona do conforto e agir imediatamente", avisou a secretária da Articulação Institucional e Cidadania Ambiental, Samyra Crespo, responsável também pela campanha Saco é um Saco, que já retirou dos supermercados 800 milhões de sacolas plásticas, de acordo com dados do MMA.

O plano foi produzido de acordo com os novos marcos legais da Política Nacional de Resíduos Sólidos e as resoluções do Conama. No primeiro ciclo de trabalhos, com duração de três anos (2011 a 2013), o plano conta com seis eixos principais:

  • Agenda ambiental na administração pública (A3P)
  • Aumento da reciclagem de resíduos sólidos
  • Compras públicas sustentáveis
  • Construções sustentáveis
  • Educação para o consumo sustentável
  • Varejo e consumo sustentáveis

A sociedade pode participar e dar opiniões

O novo plano está disponível para consulta pública e contribuições, entre os dias 21 de setembro até 11 de novembro de 2010, no site www.mma.gov.br/ppcs.

"A vida das pessoas vai ser afetada diretamente, por isso pedimos que elas participem, por meio de suas organizações da sociedade civil, empresas e órgãos públicos", solicita Samyra.

As sugestões serão analisadas pelo Comitê Gestor do Plano e podem fazer parte do documento final, que estará pronto ainda este ano.

Recentes pesquisas revelam o consumidor brasileiro cada vez mais atento à questão da sustentabilidade e que, se pudesse escolher, considerando preço e qualidade, preferiria produtos que não agridem o meio ambiente.

Samyra reconhece as dificuldades em estabelecer novos padrões de produção e consumo, mas acredita que com informações suficientes e produtos chegando às prateleiras dos supermercados a preços acessíveis e com responsabilidade ambiental comprovada, as mudanças podem começar no curto prazo.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital