Editorias / Carros e Transportes
HOME | Notícias | Portugueses criam rede nacional para abastecer carros elétricos

Carros e Transportes

22 de Setembro de 2009

 

Portugueses criam rede nacional para abastecer carros elétricos

 portugal quer que esta cena se torne cada vez mais comum
Consórcio pretende que esta cena se torne cada vez mais comum em Portugal e demais países interessados/Foto: McPig

Um dos obstáculos referentes aos carros elétricos é a dificuldade para se encontrar postos para carregar a bateria desses veículos, mas uma iniciativa firmada em Portugal dá mostras de que o problema tem uma solução bem viável. Vinte e cinco municípios portugueses e a empresa Inteli, Inteligência e Inovação, assinaram na segunda-feira, 21 de setembro, um contrato que objetiva a criação da primeira rede portuguesa voltada para o carregamento dos automóveis movidos a eletricidade.

De acordo com José Rui Felizardo, presidente da Inteli, o fechamento da parceria coincidiu com a criação do Rener – um laboratório de energias renováveis que integra a Rede Europeia de Living Labs, o que segundo o executivo dá expressão internacional ao modelo e a tecnologia desenvolvida em Portugal por um consórcio tecnológico. “Já há um protótipo [do sistema] que está sendo desenvolvido. Será bom porque vai poder incorporar outros produtores de tecnologia que queiram desenvolver as suas soluções aqui no país”, destacou Felizardo a agência Lusa.

 carros el�ricos servem como alternativa aos ve�ulos movidos pelos combust�eis poluentes
Carros elétricos servem como alternativa aos veículos movidos pelos combustíveis poluentes/Foto: V8media

O presidente da Inteli citou o pioneirismo do modelo português, já que este será o primeiro em nível mundial a permitir que o proprietário de um veículo elétrico possa circular por todo o país, graças à rede de postos de abastecimento que o acordo agora ratificado permitirá criar. O executivo também ressaltou a importância dos incentivos destinados pelo governo ao projeto. “Já há contatos com a Espanha e o Brasil para a internacionalização do modelo”, informou Felizardo.

Em 2010 deverão ser instalados 320 postos de carregamento, mas o objetivo busca a construção de 1.350 locais de abastecimento como este até 2011. Segundo José Felizardo, a tecnologia que está sendo desenvolvida conta com a possibilidade de ser implantada em qualquer cidade do mundo. “Pode carregar-se à noite e vender a energia de dia, na altura de pico, contribuindo para a estabilização da rede”, explicou, adiantando que o processo é válido tanto para as eólicas como para as fotovoltaicas.

Portugal é o 4º maior da UE em renováveis

De acordo com um relatório do Instituto Nacional de Estatística da Espanha, Portugal já é o 4º maior consumidor de eletricidade gerada a partir de fontes renováveis em toda a Europa. Segundo o estudo, 30,1% do consumo do país são provenientes de energias limpas, como a eólica, solar e hídrica. Atualmente, os portugueses só estão atrás da Áustria (59,8%), Suécia (52,1%) e Letônia (36,4%). A média da União Europeia é de 15,6%.

Os países europeus que mais consomem eletricidade a partir de energias renováveis são, respectivamente:

1) Áustria (59,8%);
2) Suécia (52,1%);
3) Letônia (36,4%);
4) Portugal (30,1%);
5) Dinamarca (29%);
6) Romênia (26,9%);
7) Finlândia (26%);
8) Eslovênia (22,1%);
9) Espanha (20%);
10) Eslováquia (16,6%).

*Com informações do Portal das Energias Renováveis, Agência Lusa e Agência Financeira. 


Leia também

 

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital