Editorias / Biodiversidade
HOME | Posts | 2011 | Julho | EcoD Básico: Reflorestamento

Biodiversidade

06 de Julho de 2011

 

EcoD Básico: Reflorestamento

 reflorestamento �pr�ica aliada ao meio ambiente
Reflorestamento é prática aliada do meio ambiente/Foto: agapbulusam

O termo reflorestamento refere-se à implantação de árvores em áreas naturalmente florestais que perderam as características originais, seja por ações decorrentes da atividade humana ou naturais. A falta de vegetação pode facilitar a ocorrência da erosão. Com a plantação de árvores em regiões que sofreram desmatamento, evita-se essa degradação. Nesse sentido, o eucalipto e o pinheiro são as árvores mais utilizadas neste processo, pois suas raízes “seguram” a terra e absorvem parte da água. 

Um dos critérios básicos que a atividade deve respeitar, segundo os especialistas, diz respeito à necessidade de se usar diferentes espécies nativas do próprio local - o que permite a diversidade biológica e estimula o retorno também da fauna (animais).

Os objetivos do reflorestamento podem ser comerciais (produção de produtos madeireiros) ou ambientais (recuperação de áreas degradadas ou melhoria da qualidade da terra, por exemplo). No aspecto ambiental, tal prática pode viabilizar uma série de melhorias ecológicas, sociais e econômicas, o que traz impactos positivos e acaba fortalecendo a região agrícola envolvida.

Entre os possíveis benefícios ambientais do reflorestamento estão a diminuição da erosão nos solos, devido à maior cobertura vegetal, produção e sequestro do dióxido de carbono (CO2). No aspecto social podem ser destacadas a geração de empregos e a maior relação entre os cooperados, enquanto o econômico valoriza o giro de capital por meio do emprego do projeto e a contribuição para o aquecimento local do comércio de mudas, defensivos e do produto final, a madeira serrada. 

Onde reflorestar

Os programas de reflorestamento devem, sempre que possível, localizar as áreas de plantio de forma estratégica para terem uma função ecológica mais eficiente. As áreas preferíveis são:

  • Topos de morros - para aumentar absorção da água das chuvas pelo solo;
  • Encostas de morros - para evitar erosão e carreamento de solo fértil;
  • Áreas próximas às nascentes d'água - para revitalizar o manancial próximo as margens de rios;
  • Matas ciliares - para proteger os rios do assoreamento.

No Brasil, que até o ano 2000 era o sexto país do mundo em número de áreas reflorestadas, o reflorestamento é desenvolvido em diversas escalas e com diversas finalidades. Empresas de muitos setores, organizações e até o meio acadêmico têm se interessado por essa atividade, visando reparos ambientais, atendimento na demanda de matéria-prima para indústrias, melhoria na qualidade de produção e até a participação em um futuro mercado mundial emergente de carbono. Alguns desses projetos, inclusive, buscam participação no Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL), por meio da comercialização de créditos de carbono.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital