Editorias / Biodiversidade
HOME | Posts | 2011 | Maio | Mata Atlântica perde área de 30 mil campos de futebol em dois anos

Biodiversidade

27 de Maio de 2011

 

Mata Atlântica perde área de 30 mil campos de futebol em dois anos

desmatamento no bioma preocupa 
O bioma perdeu 311 quilômetros quadrados de floresta em dois anos/Foto: Glauco Umbelino

Quando o Padre Anchieta assinou, há exatos 451 anos, a "Carta de São Vicente", onde descrevia a biodiversidade das florestas tropicais da Mata Atlântica, ele dificilmente imaginava o quanto a devastação se faria presente no bioma com o passar do tempo. Esta sexta-feira, 27 de maio, marca o Dia Nacional da Mata Atlântica, mas a data inspira mais motivos para alerta do que comemoração.

Segundo dados do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, o bioma perdeu 311 quilômetros quadrados de floresta em dois anos, uma área maior que 30 mil campos de futebol. Os números referentes ao documento foram divulgados na quinta-feira (26) pela Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O atlas avaliou a situação de remanescentes da vegetação original em 16 estados que fazem parte do bioma: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo. Só o Piauí ficou de fora, por causa da indefinição das formações florestais naturais no estado.

Entre 2008 e 2010, a maior parte do desmatamento na Mata Atlântica foi registrado em Minas Gerais. No estado, foram derrubados 124 quilômetros quadrados de vegetação nativa. Bahia e Santa Catarina aparecem em seguida, com 77 quilômetros quadrados e 37 quilômetros quadrados a menos de florestas no período.

Os dados do Inpe e da SOS Mata Atlântica mostram que em todos os estados houve queda no ritmo do desmate nos últimos anos. Na comparação com o período avaliado pelo levantamento anterior, de 2005 a 2008, houve queda de 55% no ritmo da derrubada. No entanto, de acordo com a diretora de gestão do conhecimento da ONG, Márcia Hirota, é preciso manter os esforços para conservação do bioma, que atualmente só tem 7,9% da área que ocupava originalmente.

“Quase acabamos com a Mata Atlântica, o que ainda existe precisa ser preservado a qualquer custo. É preciso ficar alerta, porque, apesar da queda, as ameaças ainda são grandes. Ainda observamos desmates para reflorestamento [com espécies não nativas], para pastagens e para transformação em carvão”, explicou Hirota à Agência Brasil.

O atlas também aponta os municípios que mais desmataram a Mata Atlântica no biênio 2008-2010. Quatro dos cinco primeiros municípios do ranking são mineiros: Ponto dos Volantes e Jequitinhonha, na região do Vale do Jequitinhonha, e Pedra Azul e Águas Vermelhas, no Norte do estado. Andaraí, na Bahia, completa o rol dos campeões de desmate.

“Nessa região, a mata foi derrubada para exploração de carvão, e agora as árvores estão sendo substituídas por eucaliptos”, denunciou Márcia Hirota.

O bioma

Uma das ecorregiões mais ricas do mundo em biodiversidade, a Mata Atlântica possui importância vital para 128 milhões de brasileiros espalhados por 17 estados, do Ceará ao Rio Grande do Sul. O bioma, cujas áreas naturais regulam o fluxo dos mananciais hídricos, asseguram a fertilidade do solo, controlam o equilíbrio climático e protegem as encostas.

A Semana Nacional da Mata Atlântica, que termina nesta sexta-feira, foi criada para valorizar a ecorregião, considerada Patrimônio Nacional pela Constituição Federal de 1988. Em 21 de setembro de 1999, um decreto presidencial instituiu a data de 27 de maio como o Dia da Mata Atlântica.

O dia foi escolhido porque, em 27 de maio de 1560, o Padre Anchieta assinou a "Carta de São Vicente", onde descreveu a biodiversidade das florestas tropicais. Desde 2002, o evento é realizado em distintas cidades onde há ocorrência da Mata Atlântica - neste ano, Curitiba, capital do Paraná, abrigou as principais atividades.

- Acesse o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica -

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital