Editorias / Turismo Sustentável
HOME | Posts | 2011 | Março | EcoD Básico: Ecoturismo

Turismo Sustentável

02 de Março de 2011

 

EcoD Básico: Ecoturismo

cachoeira
O ecoturismo deve deve manter um equilíbrio entre a exploração turística e a conservação ambiental / Foto: professor.sebastiao

O ecoturismo caracteriza-se como uma forma de turismo responsável voltado para o conhecimento e apreciação de ecossistemas em seu estado natural.

Os praticantes utilizam de forma sustentável o patrimônio natural e cultural, incentivam sua conservação e buscam a formação de uma consciência ambiental através da interpretação do ambiente, promovendo também o bem-estar das populações nativas.

Este tipo de turismo proporciona uma vivência diferenciada aos visitantes por permitir o contato com biomas conservados, na essência da natureza, muitas vezes sem luxos e confortos comuns em centros urbanos.

Para que a atividade seja considera como ecoturismo deve haver um equilíbrio entre a exploração turística e manutenção das características naturais do ambiente. A grande preocupação é que esta modalidade atrai um grande número de pessoas e veículos o que pode ser agressivo ao estado natural dos ecossistemas.

Porém os defensores da prática argumentam que, complementarmente, o ecoturismo contribui para a preservação dos mesmos e para o desenvolvimento econômico e social das populações locais, melhorando a qualidade de vida das mesmas.

O Ecoturismo assenta-se no tripé:
interpretação, conservação e sustentabilidade

po� encantado
O Poço Encantado faz parte do Parque Nacional da Chapada Diamantina na Bahia / Foto: Otávio Nogueira

De acordo com o Documento Conceitual, elaborado pela OMT e Pnuma no Ano Internacional do Ecoturismo 2002, muito se tem escrito sobre ecoturismo. Porém, há pouco consenso devido às múltiplas formas nas quais as atividades de ecoturismo são oferecidas por uma ampla variedade de operadores e praticadas por uma diversidade ainda maior de turistas.

No Brasil, a prática é discutida desde 1985. No âmbito governamental, a primeira iniciativa de ordenar a atividade ocorreu em 1987 com a criação da comissão técnica nacional, constituídos por técnicos do Instituto Brasileiro e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e Instituto Brasileiro de Turismo (EMBRATUR), para monitorar o Projeto de Turismo Ecológico, em resposta às práticas existentes na época.

No entanto, tanto os esforços governamentais como privados não foram suficientes para ultrapassar as barreiras, até hoje existentes, entre a teoria e a prática do ecoturismo.

Características do ecoturismo:

  • Visita a ambientais naturais com experiência de vivência dentro da natureza.
  • Praticado em pequenos grupos, com atividades físicas mais intensas do que outras formas de turismo.
  • Uma prática feita por pessoas esclarecidas e bem-educadas, conscientes de questões relacionadas à ecologia e ao desenvolvimento sustentável.
  • Baixo impacto ambiental.
  • Patrocina a conservação ambiental.
  • Proporciona projetos que promovam igualdade e redução da pobreza em comunidades nativas.

rapel
Praticantes de ecoturismo devem reconhecer a importância do desenvolvimento sustentável / Foto: Xevi V

Para orientar o segmento, o Ministério do Turismo, praticantes e associações relacionadas à área desenvolvem guias e cartilhas de como praticar o ecoturismo, como é o caso do livro ECOTURISMO: Orientações Básicas.

Já a Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura (ABETA) publicou o Programa Aventura Segura que tem como base os 10 Mandamentos do Turista de Aventura Consciente:

Mandamento 1: Peça referências e confira se a empresa que oferece o serviço está formalizada e se tem alvará de funcionamento.

Empresa séria e profissional tem que ser formal e ter registro de funcionamento.

Mandamento 2: Verifique se a empresa oferece seguro que cubra atividades de aventura e natureza.

O seguro é uma segurança adicional para os clientes caso qualquer coisa fora do planejado ocorrer e assegura que vai haver algum tipo de assistência.

Mandamento 3: Verifique se a empresa conhece e aplica as normas técnicas brasileiras para a atividade que oferece. Pergunte à empresa se ela tem um Sistema de Gestão da Segurança (SGS) implementado, conforme a norma.

Toda empresa de Turismo de Aventura deve ter um SGS funcionando em suas atividades. O sistema ajuda as empresas a se organizarem para dar o máximo de segurança para os clientes e diminuir os acidentes. Caso acidentes ocorram, a empresa vai saber reagir bem.

Além do SGS, existem diversas outras normas para as atividades que ajudam empresas e condutores a seguir boas práticas de segurança nas atividades de aventura. Hoje não tem mais segredo, está tudo nas normas.

Mandamento 4: Os equipamentos devem estar em boas condições de uso.

Alguns equipamentos têm um selo de certificação (nacional ou internacional). No entanto, o selo não é característico em todos os equipamentos, por isso fique atento ao estado do material (aparência, limpeza e condições de armazenamento).

Mandamento 5: Lembre-se: sempre que tirar os pés do chão esteja de capacete e sempre que entrar na água esteja de colete.
Empresas sérias oferecem equipamentos que aumentam a segurança, a diversão e o conforto durante o passeio.

Mandamento 6: Aja de acordo com as regras ambientais em sua aventura: não faça fogo, não contamine o rio e ande sempre por trilhas demarcadas. Produza pouco lixo e traga-o de volta.
Turismo de Aventura é feito na natureza, temos que ser responsáveis com o uso dos espaços que visitamos.

Mandamento 7: Confira o estado do estojo de primeiros socorros que a empresa está levando e tenha na sua mochila seus remédios específicos. É importante sempre estar preparado para o inesperado.

Mandamento 8: Seja responsável, conheça e respeite seus limites.
Cada pessoa deve saber como fazer atividades que sejam divertidas, emocionantes e que estejam dentro do seu limite.

Mandamento 9: Hidrate-se, alimente-se e mantenha-se aquecido. A melhor pessoa para cuidar de você é você mesmo!
Água, alimentação e filtro solar não podem faltar na mochila.

Mandamento 10: Conheça o Programa Aventura Segura e descubra o nosso País de um jeito novo. Busque empresas aderidas ao Aventura Segura nos destinos. Pratique turismo de aventura com consciência.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital