Editorias / Cultura
HOME | Posts | 2011 | Outubro | Cultura e Ipea assinam acordo para realizar estudos sobre economia criativa

Cultura

13 de Outubro de 2011

 

Cultura e Ipea assinam acordo para realizar estudos sobre economia criativa

capa.jpg

O Ministério da Cultura e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) assinaram acordo de cooperação para realizar pesquisas, estudos e mapeamentos sobre a economia criativa brasileira. O documento foi assinado na terça-feira, 11 de outubro, pela ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e pelo presidente do Ipea, Márcio Pochmann.

“É muito importante termos esses dados sobre a economia da cultura do País. O Brasil não pode ficar de fora dessas estatísticas. Nós temos que construir dados para poder olhar para trás”, afirmou a secretária Cláudia Leitão, titular da Secretaria de Economia Criativa (em estruturação).

O acordo produzirá indicadores do desenvolvimento municipal da cultura, estudos sobre o consumo cultural e o mapeamento de vocações econômico-cultural em determinadas regiões e deve sinalizar potenciais bairros e cidades criativas.

Márcio Pochmann, presidente do Ipea, acredita que o Brasil tem sido muito criativo, mas está na hora de construir uma política que alicerce a criatividade do povo brasileiro. “Esse convênio institucionaliza a relação entre o Ministério da Cultura e o Ipea com a finalidade de estabelecer elementos informativos, analíticos para a construção de políticas públicas para a economia criativa”.

Outro objetivo do acordo de cooperação é estabelecer as condições necessárias à participação do ministério na Conferência do Desenvolvimento (Code/Ipea), que será realizada em novembro na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O evento contará com uma arena da economia criativa onde serão realizadas palestras, oficinas, workshops, seminários, e também, uma amostra de produtos e empreendimentos criativos.

“Economia criativa é um dos principais aspectos que constituem a base da nova riqueza, riqueza que é centrada no trabalho material. Essa economia está sendo identificada como força dinâmica de uma economia nacional pelo seu potencial de geração de riqueza e, ao mesmo tempo, ocupação. Ela abre perspectivas para um desenvolvimento menos desigual”, concluiu Pochmann.

Também faz parte do acordo, a elaboração de modelo de acompanhamento das metas dos programas da Secretaria de Economia Criativa. “Teremos um conjunto de metas que devemos atingir ao final de quatro anos. Para acompanhá-las, será elaborada uma metodologia para saber se os objetivos estão sendo alcançados”, explicou Cláudia Leitão.

Com informações do Ministério da Cultura.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital