Editorias / Cultura
HOME | Posts | 2012 | Agosto | Projeto pretende apresentar lado alternativo da África

Cultura

09 de Agosto de 2012

 

Projeto pretende apresentar lado alternativo da África

untitled-3.jpg

Ah! Eu sou descendente de italiano, português, espanhol e... africano! "Buscamos nossas descendências europeias, enquanto carregamos muito da cultura africana". As palavras da jornalista Flora Pereira definem o projeto Afreaka, idealizado em parceria com o designer Natan de Aquino como um trabalho auxiliador para o auto-conhecimento, por meio de uma "comunicação para o desenvolvimento".

Criado para apresentar o lado pouco conhecido da África, que os idealizadores chamam de "lado cool e descolado", o projeto Afreaka consiste em uma viagem da jornalista e do designer para oito países do continente africano: o ponto inicial é Johannesburgo, na África do Sul. De lá eles partirão para Namíbia, Botsuana, Zimbábue, Zâmbia, Quênia, Tanzânia e Moçambique. A maratona começa no dia 18 de agosto e tem previsão para terminar em janeiro de 2013.

Apesar de ser um outro continente, uma cultura que a gente não tem tanto acesso, quando estudamos nos identificamos tanto, tudo passa a ter sentido.”
Flora Pereira, jornalista

Cada país visitado resultará cerca de oito reportagens publicadas, que vão abranger as tendências, a música, a arte, a arquitetura, as pessoas, projetos sociais e sustentáveis, a moda, a cultura jovem, as tradições e a diversidade do local.

Segundo a jornalista, o Afreaka permitirá que as pessoas rompam fronteiras. "Apesar de ser um outro continente, uma cultura que a gente não tem tanto acesso, quando estudamos nos identificamos tanto, tudo passa a ter sentido. É possível pensar: talvez eu venha dessa região. Ou não, e ao perceber as diferenças, aprender com elas. Esse projeto é muito importante para a sociedade brasileira", explicou Flora.

A iniciativa também pretende acabar com a visão de pobreza que as pessoas costumam ter sobre o continente. "A mídia foca o lado negativo da África. Queremos quebrar esse estereótipo, trabalhando o lado positivo. Acredito que, quando nos referimos ao local e as pessoas de uma forma passiva, construímos uma imagem também passiva desse contexto e isso só reforça o subdesenvolvimento, a dificuldade de se desenvolver", destacou a idealizadora.

untitled-1.jpg
Cada país visitado resultará cerca de oito reportagens.
Imagem: Reprodução

Apoio

Para a realização integral do projeto, os profissionais se cadastraram no portal de financiamento coletivo Catarse e contam com a ajuda de colaboradores. Os gastos com a viagem podem ser acessados no portal

Eles acreditam que o método coletivo pode arrecadar, aproximadamente, 60% do valor necessário para a viagem. Por isso, contam também com o auxílio de empresas privadas para alcançar o equivalente a R$ 29.300.

Até o fechamento da matéria, o projeto já possuía 59 apoiadores, somando R$ 16.336. Restam nove dias para o término do prazo para as colaborações. 

Apoie o projeto

Conheça o vídeo de apresentação: 

AFREAKA! from site AFREAKA on Vimeo.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital