Editorias / Biodiversidade
HOME | Posts | 2012 | Fevereiro | Petição pública solicita lei que vise bem-estar dos animais de granja

Biodiversidade

27 de Fevereiro de 2012

Leia Também
 

Petição pública solicita lei que vise bem-estar dos animais de granja

granja.jpg
Suínos confinados em granja industrial/Foto: Equanimal 

Sabe o que aconteceu com aquele bife suculento antes de ser abatido? Ele pode ter sido um animal criado em granja sob condições precárias, com espaços mínimos. Apesar dos avanços tecnológicos, situações cruéis ainda são comuns na pecuária industrial.

Estima-se que na indústria brasileira de carne suína, por exemplo, cerca de 1,5 milhão de porcas reprodutoras fiquem confinadas em celas metálicas minúsculas, sem poder nem girar o próprio corpo. O número é pequeno comparado aos quase seis bilhões de animais terrestres que são criados a cada ano no Brasil para produzir carnes, laticínios e ovos, sendo que muitos passam a vida confinados.

Para estimular a criação de medidas que coíbam o sofrimento animal na indústria – como uma lei que determine a rotulagem do animal, para que o consumidor saiba a origem do alimento que ingere, por exemplo – a Humane Society International (HSI) lançou uma petição pública solicitando a atuação do poder legislativo na causa.

A petição já contém mais de quatro mil assinaturas, mas necessita de mais para exercer pressão na Assembleia Legislativa de São Paulo, onde será apresentada aos parlamentares nas próximas semanas. A intenção é espalhar a ideia em outras cidades e demonstrar que a população exige um modo de produção animal mais justo. A organização há quatro anos trabalha no país para melhorar as condições dos animais criados para consumo.

"Todos os 27 países membros da União Europeia já proibiram o uso de gaiolas em bateria convencionais na criação de galinhas"

Bem-estar

A rotulagem é apenas uma das medidas que podem ser tomadas pelo estado para melhorar o bem-estar dos animais criados para consumo. A melhoria da legislação agrícola, com a determinação de uma norma obrigatória e devidamente fiscalizada, também faz parte de um cenário possível. Desde o início desse ano, todos os 27 países membros da União Europeia proibiram o uso de gaiolas em bateria convencionais na criação de galinhas.

Contudo, não é somente o governo que pode pressionar pela implantação de medidas para o bem-estar animal. Alguns produtores já perceberam a necessidade de adotar práticas de bem-estar ao animal em suas produções, até mesmo para atender a demanda do mercado externo, que cada vez mais restringe a comercialização de produtos fora dessas condições.

Para tanto, a empresa Ecocert fornece no Brasil a Certified Humane Brasil, uma certificação privada para atestar a qualidade da produção desses animais. O programa para aves, por exemplo, lista 86 requisitos que os criadores de frangos e galinhas poedeiras têm que seguir. É o caso do aviário, que segue a lógica inversa do confinamento ao exigir instalações nas quais os animais se locomovam livremente e possam “tomar banho” de areia.

Clique aqui para assinar a petição

 

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital