Editorias / Arquitetura e Construção
HOME | Posts | 2012 | Junho | EcoD Básico: Certificações de Construção Verde

Arquitetura e Construção

13 de Junho de 2012

Leia Também
 

EcoD Básico: Certificações de Construção Verde

construcao-sustentavel.jpg
Os impactos da construção civil ao meio ambiente podem ser reduzidos/Imagem: sxc.hu

Construção Sustentável

O desenvolvimento de uma cidade está diretamente ligado ao consumo de materiais, água e energia que, se consumidos de forma descontrolada, podem gerar grandes impactos negativos sobre o meio natural. O setor da construção civil responde por 40% do consumo mundial de energia e por 16% da água utilizada no mundo, de acordo com dados do Worldwatch Institute. Por isso é natural que a sustentabilidade assuma, gradualmente, uma posição de importância neste cenário.

O conceito de construção sustentável baseia-se no desenvolvimento de modelos que permitam à construção civil enfrentar e propor soluções aos principais problemas ambientais de nossa época, sem renunciar à moderna tecnologia e a criação de edificações que atendam as necessidades de seus usuários.

Certificação e Avaliação Ambiental

A certificação ambiental também identifica e valoriza as construções sustentáveis. Atualmente, temos uma diversidade de sistemas de certificação ambiental de empreendimentos, que estabelecem critérios claros para medir o quanto os edifícios são sustentáveis em cada aspecto ambiental, tais como água, resíduos e materiais. Este EcoD Básico te leva a conhecer algumas delas.

Em média, as adequações necessárias à obtenção dos certificados podem encarecer o custo da obra em torno de 1% a 7%, o que pode ser, em um primeiro momento, algo desinteressante às construtoras. Em longo prazo, porém, a redução dos custos operacionais representa uma vantagem. 

Os métodos para avaliação ambiental dos edifícios foram criados na na Europa, EUA e Canadá, por volta dos anos 1990, com a intenção de encorajar o mercado a obter níveis superiores de desempenho ambiental. Pelo fato de as agendas ambientais serem diferenciadas, os métodos empregados em outros países não devem ser utilizados sem as devidas adaptações, incluindo a definição dos requisitos de sustentabilidade que devam ser atendidos pelos edifícios no Brasil.

Atualmente, praticamente cada país europeu, além de Estados Unidos, Canadá, Austrália, Japão e Hong Kong, possui um sistema de avaliação de edifícios.

No Brasil

selo-verde.jpg
No Brasil, os certificados mais difundidos são o Leed e o Aqua/Imagem : Divulgação

O Conselho Brasileiro de Construção Sustentável, criado em 2007 com o objetivo de difundir a utilização de práticas sustentáveis no setor da construção civil, trazendo qualidade de vida aos usuários, trabalhadores e ambiente em torno da edificação, reconhece a certificação como meio de contribuição para o desenvolvimento sustentável no setor da construção civil.

Dada a importância da construção civil e sua grandiosidade no que envolve materiais, serviços e pessoas, justifica-se a fundamental importância na implementação e valorização da certificação ambiental no setor.

No Brasil, o atestado de boa conduta ambiental e social mais difundido é a certifcação LEED, do USGreen Building Council (GBC) [Conselho Norte Americano de Prédios Verdes]. Mas outros sistemas de certificação estão começando a despontar. Em abril de 2008 foi lançada a certificação para empreendimentos sustentáveis Alta Qualidade Ambiental (Aqua), que foi adaptada para atender as características ambientais do país. Há também o Procel Edifica e o Selo Casa Azul da Caixa Econômica Federal.

Certificação Leed

leed.jpg
Imagem: Divulgação

Criada em 1998 pela GBC (Green Building Council), nos Estados Unidos, a certificação Leed já foi concedida a 14 mil projetos em 30 países e está presente no Brasil desde 2008.

O primeiro passo para uma construção obter a Leed se dá com o registro do empreendimento no GBCI (Green Building Council International).

Após o cadastro, inicia-se, por meio do preenchimento de documentação, a análise de fatores que irão garantir a sua sustentabilidade, como: a localização do empreendimento, o impacto causado no canteiro, o controle de águas pluviais, sedimentação, erosão e poeira, os materiais e tecnologias aplicadas, o uso racional da água, o consumo eficiente de energia e a qualidade ambiental interna dos empreendimentos.

Certificação Aqua

aqua.jpg
Imagem: Divulgação

A certificação Aqua (Alta Qualidade Ambiental) para edifícios de serviços e comerciais, emitida pela Fundação Vanzolini desde 2008, está presente em 7 dos 17 empreendimentos que aderiram ao processo.

Para a obtenção do certificado Aqua, o empreendimento precisa passar por um processo de três fases, envolvendo a análise do programa, da concepção e da realização do projeto. As avaliações e auditorias são presenciais. Nelas são analisadas o perfil da qualidade ambiental do edifício nas 14 categorias de desempenho

Entre as categorias analisadas estão à gestão de água, energia e resíduos, a relação do edifício com o seu entorno e a qualidade sanitária dos ambientes.

Procel Edifica

procel-edifica.jpg
Imagem: Divulgação

O Programa Nacional de Eficiência Energética em Edificações – Procel Edifica foi instituído em 2003 pela Eletrobrás/Procel e atua de forma conjunta com os ministérios de Minas e Energia, das Cidades, as universidades, os centros de pesquisa e entidades das áreas governamental, tecnológica, econômica e de desenvolvimento, além do setor da construção civil.

O Procel promove o uso racional da energia elétrica em edificações desde sua fundação, sendo que, com a criação do Procel Edifica, as ações foram ampliadas e organizadas com o objetivo de incentivar a conservação e o uso eficiente dos recursos naturais (água, luz, ventilação) nas edificações, reduzindo os desperdícios e os impactos sobre o meio ambiente.

Selo Casa Azul

selo-casa-azul.jpg
Imagem : Divulgação

Com o Selo Casa Azul, a Caixa Econômica Federal busca reconhecer os projetos de empreendimentos que demonstrem suas contribuições para a redução de impactos ambientais, avaliados a partir de critérios vinculados aos temas: qualidade urbana, projeto e conforto, eficiência energética, conservação dos recursos materiais, gestão da água e práticas sociais.

A consultoria técnica da Creato avalia cada etapa do empreendimento em relação aos requisitos do Selo Casa Azul da CEF, visando sua obtenção.

Entre os benefícios de possuir o selo estão:

  • Redução do custo operacional das edificações que tenham incorporado os requisitos propostos;
  • Melhoria das condições de bem-estar e de conforto do ambiente construído;
  • Preservação de recursos naturais e redução de impactos socioambientais;
  • Valorização e fortalecimento da imagem da empresa por tratar com responsabilidade as questões que envolvem sustentabilidade;
  • Aumento da vida útil do edifício;
  • Possibilidade de obtenção de financiamentos direcionados a edificações ambientalmente responsáveis;
  • Ampliação dos horizontes da empresa para o mercado internacional.

 

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital