Editorias / Educação
HOME | Posts | 2012 | Março | Instituto Unibanco e governo darão apoio técnico ao ensino médio

Educação

21 de Março de 2012

Leia Também
 

Instituto Unibanco e governo darão apoio técnico ao ensino médio

 jovem de futuro �uma iniciativa de sucesso em boa parte do brasil
Meta deste ano é trabalhar com 789 escolas públicas de ensino médio/Foto: Divulgação

Oferecer apoio técnico para qualificar a gestão do ensino médio nos estados do Mato Grosso do Sul, São Paulo, Ceará, Piauí e Pará é o principal objetivo de uma parceria firmada em fevereiro entre o governo federal e o Instituto Unibanco, por meio do programa Jovem de Futuro. 

Para a superintendente executiva do Instituto Unibanco, Wanda Engel, o foco do projeto é a capacitação de quadros técnicos dos sistemas de ensino e das escolas. Nos sistemas de ensino, a iniciativa vai capacitar supervisores, acompanhar as atividades e fazer avaliações anuais; as escolas inseridas no Jovem de Futuro receberão curso de gestão e formação em recursos financeiros.

A superintendente executiva informou que a meta deste ano é trabalhar com 789 escolas públicas de ensino médio; em 2013, com 2.185, e em 2014, com 4.125 dos estados participantes. Ela estimou que o instituto vai investir, nos próximo cinco anos, R$ 233 milhões em assistência técnica no projeto.

De acordo com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, o índice de evasão no ensino médio é muito grande e os governos da União e dos estados precisam ampliar as parcerias em busca de soluções para o problema. Desde 2009, quando foi instituído o Ensino Médio Inovador (programa do governo), o MEC repassa recursos para que as secretarias estaduais de educação reestruturem os currículos e aumentem progressivamente o número de horas de aula anuais.

Na visão de Mercadante, além de buscar mecanismos que estimulem a permanência dos jovens na escola, é preciso modificar a estrutura do currículo, para que ela seja mais criativa, acolhedora e motivadora. “A escola tem que se modernizar, buscar entender um pouco a juventude, essa inquietação, essa vontade de participar”, explicou. Segundo o ministro, o Ensino Médio Inovador e o Projeto Jovem de Futuro “são para nós um caminho bastante importante para avaliar essas metodologias.”

Ensino Médio Inovador – Dados da coordenação geral do ensino médio da Secretaria de Educação Básica do MEC mostram que 24 estados e o Distrito Federal aderiram ao Ensino Médio Inovador. Apenas Minas Gerais e Alagoas estão fora. Sandra Garcia, que coordena o ensino médio na Secretaria de Educação Básica, informa que a meta do MEC em 2012 é ter 2 mil escolas no programa, o que representa cerca de 10% das escolas públicas desta etapa do ensino.

Para receber recursos do Programa Dinheiro Direito na Escola (PDDE), os estabelecimentos precisam cumprir itens como o aumento do número de horas de aula por ano. Segundo Sandra Garcia, o currículo do ensino médio tem 800 horas anuais de aula; no ensino médio inovador, o mínimo são 1 mil horas por ano.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital