Editorias / Educação
HOME | Posts | 2013 | Janeiro | EcoD Básico: Cursos on-line abertos em grande escala (Moocs)

Educação

23 de Janeiro de 2013

 

EcoD Básico: Cursos on-line abertos em grande escala (Moocs)

 ecodedx2.jpg
Foto: Reprodução

Pode até ser um termo ainda pouco conhecido no Brasil, mas provavelmente você em breve ouvirá falar dos Moocs. A sigla dos Massive Open On-line Courses (algo como cursos on-line abertos e em grande escala) esconde uma promessa de modificar a educação como conhecemos hoje.

Apesar de ter sido inaugurado em 2012, o caso mais famoso e bem-sucedido de um Mooc é o Coursera, que conta com mais de 1,3 milhão de inscritos, sendo 5% destes brasileiros.

Ao contrário dos cursos virtuais tradicionais, que normalmente cobram taxa de inscrição, valem créditos e têm número máximo de participantes, os Moocs são integralmente livres – e nisso consiste sua revolução.

Conheça abaixo um vídeo de 5 minutos explicando sobre os Moocs, em inglês – para legendar em português você pode clicar no botão “CC”, “English” e depois “Translation Captions BETA”).

Os cursos ofertados por Moocs, como o Coursera e o Edx, que possuem conteúdos de instituições renomadas, tais quais Princeton e Havard, atraem todos os tipos de públicos: além dos universitários, os jovens do ensino médio e profissionais já formados são adeptos das plataformas.

O único entrave de quem quer aderir à moda por aqui é o idioma. Justamente por serem recentes, ainda não há iniciativas similares no Brasil, nem aulas em português, mas já existem cursos on-lines com algumas características semelhantes.

Funcionamento

Apesar não contar sempre com exclusividade do professor, uma vez que qualquer pessoa com uma conexão à internet pode se inscrever e o curso ultrapassar milhares de participantes, os Moocs investem em interatividade e material inovador, como os vídeos. Além disso, a interatividade conta muito. Colegas podem se apoiar uns aos outros em grupos de estudos organizados em suas cidades, em fóruns on-line ou, a parte espinhosa, para o trabalho de classificação.

O Mooc, de certa forma, é uma evolução do Open Courseware - baseado em materiais escritos ou vídeos de palestras que fazem você se sentir como se estivesse espionando uma classe a partir do fundo da sala. É um curso completo pensado exclusivamente para o internauta, mesmo que o meio ainda seja uma palestra.

Geralmente, os cursos Moocs funcionam da seguinte forma: o estudante assiste videoaulas expositivas de 8 a 15 minutos (fórmula aprendida com o Khan Academy) com uma pausa para certificar que você entendeu o material. Associado a isso, há fóruns de discussão on-line, que podem contar com assistentes de ensino, com possibilidades de lição de casa e um exame final, com um retorno eletrônico.

Fórmula

Ainda existem dúvidas sobre como esses eles podem ser lucrativos e se as instituições vão dar créditos para quem fizer os cursos. Mas, se bem sucedidos, os Moocs podem atender famílias de baixa renda que terão acesso a educação de alta qualidade apenas via internet.

Mas o Coursera tornou-se o líder no mercado ao vender licenças de uso do material para outras instituições. A plataforma pretende ainda cobrar taxas de certificação (que podem custar entre US$ 20 e US$ 50) futuramente e comercializar dados para empregadores. Não há nenhuma garantia de que essa seja a fórmula correta.

É bom aproveitar enquanto o modelo está em teste, então, para garantir a gratuidade do serviço.

Conheça as principais plataformas Moocs:

  • Coursera – De composição musical até o misticismo moderno europeu e pensamento psicológico. A plataforma oferece diversos cursos oriundos de 33 instituições de países como Hong Kong, Austrália, Israel e Inglaterra, além dos EUA e do Canadá. Os brasileiros já são os vice-líderes dos usuários da plataforma, com 5,8% dos inscritos (o campeão mesmo é os Estados Unidos, com 38,5% do total). Atualmente, o Coursera possui mais de 1,3 milhão de inscrições.
  • EdX - É uma plataforma on-line aberta que oferece cursos gratuitos de nível universitário e é formado, por enquanto, por três universidades americanas: MIT, Harvard e UC Berkeley. A plataforma oferece vídeos, quizzes, resultados de notas e interação com comunidades de estudantes. Os cursos on-line emitem certificado de conclusão, não equivalente a um diploma, assinado por alguma das universidades no final gratuitamente.
  • Udacity – Também referência em MOOC, o Udacity oferece cursos gratuitos na wab. A diferença é o foco: com ênfase nas ciências exatas, as 11 opções de cursos se situam nas áreas de ciência da computação, física e estatística.
  • Class2go – Esta plataforma oferece justamente a possibilidade de qualquer pessoa no mundo criar gratuitamente seu próprio curso on-line. A plataforma de código aberto permite que os usuários agreguem vídeos e questionários interativos.

 

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital