Editorias / Eventos e Campanhas
HOME | Posts | 2013 | Setembro | Dia Mundial sem Carro

Eventos e Campanhas

22 de Setembro de 2013

Leia Também
 

Dia Mundial sem Carro

 festa-ecod.jpg
Objetivo é estimular a utilização de um meio de transporte sustentável
Foto: kharied

Além do começo da primavera, a "estação das flores", o mundo celebra neste domingo, 22 de setembro, o Dia Mundial sem Carro. A data passou a ser lembrada em 22 de setembro de 1997, na França, quando cidadãos de 35 cidades decidiram deixar o carro em casa em busca de formas alternativas de se locomover.

No Brasil, a celebração começou a ganhar corpo em 2001. O objetivo é estimular a utilização de um meio de transporte sustentável, que não emite gases de efeito estufa na atmosfera, não contribui para os congestionamentos e ainda acrescenta saúde à vida da população, por meio da atividade física.

A iniciativa francesa teve tanto sucesso que, em 2000, a União Europeia instituiu a Jornada Internacional “Na Cidade, sem meu Carro”, reunindo 760 municípios. No ano seguinte foram 1.683 centros urbanos participantes. Encorajados pelo êxito da ação do Dia Europeu sem Carro, a comissão organizadora lançou, em 2002, a Semana Europeia da Mobilidade.

Especialistas alertam que o grande vilão não é o carro sozinho, mas a “cultura do carro”

Aqui no Brasil o Dia Mundial sem Carro teve início com 11 cidades: Porto Alegre, Caxias do Sul e Pelotas (RS); Piracicaba (SP); Vitória (ES); Belém (PA); Cuiabá (MT), Goiânia (GO); Belo Horizonte (MG); Joinville (SC); São Luís (MA). Em São Paulo, a iniciativa é realizada desde 2005.

Iniciativas em boa parte das cidades brasileiras serão executadas em 2013 para marcar a data. Em São Paulo, a prefeitura restringiu os automóveis na região central e no Parque do Ibirapuera. Salvador, por sua vez, irá inaugurar um sistema de compartilhamento de bicicletas públicas.

Engajamento cresce

A cada ano que passa, mais e mais pessoas, entidades da sociedade civil e governantes veem no Dia Mundial Sem Carro uma oportunidade para sensibilizar e mobilizar a comunidade em torno das questões relacionadas a mobilidade urbana, como: saúde, qualidade de vida, poluição, orçamento e acidentes.

bike2-ecod.jpg
Data passou a ser lembrada em 22 de setembro de 1997, na França
Foto: tom cochrane

Especialistas alertam que o grande vilão não é o carro sozinho, mas a “cultura do carro” que se instalou fazendo com que as pessoas sonhem com o carro próprio, mas sem levar em conta a insustentabilidade do número excessivo de veículos nas vias. “O mais sensato seria criar mecanismos para restringir a quantidade de carros circulando em zonas criticas da cidade e redesenhar a mobilidade de toda a cidade, inclusive com a participação da iniciativa privada”, defende Lincoln Paiva, diretor da consultoria Green Mobility.

Entre as medidas mais citadas estão o incentivo e o investimento no transporte público, de forma a torná-lo eficiente e de alta qualidade, convencendo o usuário a trocar o seu carro individual por um modal coletivo.

Outra ideia é a criação de ciclovias e ciclofaixas nas principais ruas e avenidas das cidades e instalação de sistemas de aluguel e transporte de bikes, garantindo segurança e comodidade àqueles que optarem pela bicicleta como meio de transporte e o estímulo a práticas como a carona solidária e o planejamento individual, fazendo com que cada cidadão busque pessoas com roteiros semelhantes e se unam para reduzir a quantidade de carros nas ruas.

magrela-ecod.jpg
Dia Mundial Sem Carro é oportunidade para sensibilizar e mobilizar à população em torno das questões relacionadas a mobilidade urbana
Foto: Liam Wilde

Mais que "um dia"

A mudança deve partir de cada um, afirmam. “Hoje, sabemos que 30% das pessoas que trabalham com carro na cidade poderiam utilizar carona solidária pelo menos uma vez por semana, 1% poderiam utilizar bicicleta e 5% poderiam fazer caminhadas ou usar meios alternativos de transporte, desde que as condições para isso fossem favoráveis”, observa Paiva.

“Nós não queremos apenas um dia de celebração e depois retornar à 'vida normal'. Uma vez livres dos carros, as pessoas deveriam permanecer livres. Só depende de nós, de nossas cidades e dos nossos governos ajudar a criar mudanças permanentes em benefício dos pedestres, ciclistas e outras pessoas que não dirigem carros”, afirmam os organizadores do World Carfree Network, organização internacional em defesa da mobilidade sustentável.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital