Editorias / Responsabilidade Social
HOME | Posts | 2014 | 7 características de um "divergente positivo" (liderança sustentável), segundo Sara Parking

Responsabilidade Social

19 de Março de 2014

Leia Também
 

7 características de um "divergente positivo" (liderança sustentável), segundo Sara Parking

sara-parkin-ecod.jpg
Ativista ambiental escocesa tem mais de 40 anos de experiência sobre o tema
Foto: Divulgação

Quais são os principais atributos de uma liderança sustentável? Para responder a esta pergunta, o EcoD listou sete características bem destacadas no livro Divergente Positivo (Positive Deviant), de autoria de Sara Parkin (co-edição do Instituto Jatobá e editora Peirópolis), ativista pela sustentabilidade que vem ao Brasil nos próximos dias para lançar a obra em português.

Segundo Parkin, os divergentes positivos sabem como engajar e mobilizar pessoas, especialmente por meio de parcerias com atores diversos que são essenciais para remover obstáculos e abrir oportunidades. A ativista escocesa abordará o tema Liderança positiva voltada à sustentabilidade durante sua participação no oitavo Congresso Gife, que começa nesta quarta-feira, 19 de março, em São Paulo.

Saiba mais sobre as características de uma liderança sustentável:

  • 1) Acredita no que faz

Um Divergente Positivo é alguém que faz a coisa certa para a sustentabilidade, mesmo estando rodeado de estruturas institucionais, processos e pessoas que não estão buscando cooperar para uma mudança positiva na sociedade.

  • 2) Tem conhecimento

Divergentes Positivos ganham confiança por meio do seu conhecimento sobre sustentabilidade e liderança. Sua autenticidade vem da sabedoria que tem de si mesmo e de suas capacidades pessoais. Lidam com tranquilidade com técnicas para entender sistemas e solucionar problemas complexos.

  • 3) Engaja e mobiliza

Como os Divergentes Positivos são cientes de que desenvolvimento sustentável é diretamente relacionado à mudança de pensamento e comportamento, estes sabem como engajar e mobilizar pessoas, especialmente por meio de parcerias com atores diversos que são essenciais para remover obstáculos e abrir oportunidades.

  • 4) Integra um bem maior

Uma liderança sustentável difere da comum, porque é algo muito maior do que o indivíduo, sua organização, ou até mesmo de sua família e país. É por um bem maior, que abraça toda a vida na Terra, incluindo toda a humanidade e as gerações futuras.

Para Sara Parkin, o Divergente Positivo é uma pessoa que faz a coisa certa, nesse caso pela sustentabilidade, mesmo quando organizações estão erradas, processos estão errados e pessoas não cooperam.
  • 5) É positiva

Você não está sendo um bom líder se ninguém quer segui-lo. E esta é a lição da luta solitária pela sustentabilidade. Ao dizer às pessoas que elas estão matando o planeta, as regras básicas de mudança de comportamento estão quebradas. As pessoas se sentem culpadas e assim param de lhe escutar. Ninguém quer seguir uma pessoa negativa.

  • 6) Propõe soluções

O Divergente Positivo está sempre usando uma proposta positiva para desviar de obstáculos e objeções em busca de uma oportunidade para a mudança. Ele também sabe que para alcançar a mudança de comportamento das pessoas, três coisas tem que estar presentes. Primeiro, a pessoa ou organização tem que ter a infraestrutura disponível para isto.

Segundo, as pessoas precisam de conhecimento e habilidades necessárias. E, finalmente, é necessário enxergar significado em fazer as coisas de forma diferente. Um sentimento de pertencimento a um grupo maior e de prazer é um feedback positivo em fazer a coisa certa.

  • 7) Trabalha duro...

O mesmo se aplica para as pessoas que já estão em posições de liderança – que raramente têm os conhecimentos e habilidades para a tomada de decisões complexas sobre as mudanças em tempos de incertezas, e muitas vezes pensam que cuidam ou do meio ambiente ou das pessoas. As oportunidades estão nas sinergias entre estas duas coisas, e é claro, o Divergente Positivo tem que trabalhar duro para demonstrar isso.

Tal mudança levará décadas – talvez o resto deste século. Assim, os líderes sustentáveis tem uma vida inteira de trabalho entre várias gerações. No entanto, quanto mais tempo demorar para começarmos, mais difícil será.

Sara Parkin é diretora-fundadora do Fórum para o Futuro, o principal centro de desenvolvimento sustentável do Reino Unido, onde elaborou o conceituado curso Leadership for Sustainable Development Masters. Após iniciar sua vida profissional na área da enfermagem, Sara ocupou cargos de liderança em Partidos Verdes da Europa e do Reino Unido. Foi agraciada com a Ordem do Império Britânico (OBE) por serviços prestados à educação e à sustentabilidade em 2001.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital