Editorias / Reduzir, Reutilizar, Reciclar
HOME | Posts | 2014 | 10 números assustadores que revelam o descaso do Brasil com o lixo

Reduzir, Reutilizar, Reciclar

06 de Agosto de 2014

Leia Também
 

10 números assustadores que revelam o descaso do Brasil com o lixo

salto-ecod.jpg
Por conta da estiagem severa, o Rio Tietê, que corta o centro de Salto (região de Sorocaba-SP), transformou-se num fio de água e expôs toneladas de lixo acumulado ao longo de décadas
Foto: Divulgação/Prefeitura de Salto

Terminou no último sábado, 2 de agosto, o prazo para que o Brasil encerrasse o descarte irregular de lixo, conforme determina a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), sancionada em 2010. Mas o cenário de gestão de resíduos pouco se alterou nestes quatro anos.

Em 2013, o país gerou 76 milhões de toneladas de resíduos sólidos. Quase metade disso foi parar em lixões ou em aterros de baixa segurança, colocando em risco a saúde do meio ambiente e da população. Pior, quase 10% de todos os resíduos que produzimos no ano passado sequer foi coletado pelos municípios, sendo lançado em rios e áreas clandestinas.

A política do laissez-faire com relação ao manejo do lixo resulta em situações como a que deixou atônita a população da região de Salto, em Sorocaba, na semana passada. Por conta da estiagem severa, o Rio Tietê, que corta o centro da cidade, transformou-se num fio de água e expôs toneladas de lixo acumulado ao longo de décadas.

Exame.com listou 10 números que mostram como o Brasil ainda cuida muito mal do seu lixo. Os dados são do novo Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2013. O estudo anual foi lançado nesta semana pela Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).

  1. 76 MILHÕES DE TONELADAS: é quanto o Brasil gerou de resíduos sólidos em 2013;
  2. 7,2 MILHÕES DE TONELADAS: quase 10% do total gerado sequer foi coletado, sendo lançado em rios e áreas clandestinas;
  3. SÓ 58,3% dos resíduos sólidos urbanos coletados tiveram destinação final adequada;
  4. Enquanto 41,7% do total coletado no ano (cerca de 28,8 milhões de toneladas) foi depositado em lixões e aterros que não garantem condições de segurança;
  5. 3.344 MUNICÍPIOS encaminharam seus resíduos para locais inadequados. Destes, 1.569 utilizaram lixões, que é a pior forma de destinação;
  6. NORDESTE TEM A PIOR SITUAÇÃO: 837 cidades usam lixão. A região é seguida pelo Norte (247 cidades), Sudeste (206), Centro-Oeste (158) e, por último, a região Sul (121);
  7. POUCO MAIS DE 62% DOS MUNICÍPIOS registraram alguma iniciativa de coleta seletiva*. *Muitas vezes estas atividades resumem-se à disponibilização de entrega voluntária ou convênios com cooperativas de catadores;
  8. MAIS DE 42 MILHÕES DE TONELADAS de resíduos de construção e demolição foram descartados em vias públicas em 2013, um aumento de 4,6% em relação a 2012;
  9. 1 Kg: Quantidade de resíduo sólido que cada brasileiro gerou, em média, por dia em 2013;
  10. R$ 114,84: Foi quanto os municípios gastaram, em média, por habitante/ano na coleta e demais serviços de limpeza urbana. Isso dá menos de R$ 10 por habitante ao mês.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital