Editorias / Reduzir, Reutilizar, Reciclar
HOME | Posts | 2014 | Catadores atuam em cidades-sede da Copa e material segue para cooperativas

Reduzir, Reutilizar, Reciclar

19 de Junho de 2014

 

Catadores atuam em cidades-sede da Copa e material segue para cooperativas

catadores-ecod.jpg
Catadores recolheram três toneladas de lixo em Manaus
Foto: Karla Vieira/Semcom/Semulsp

Milhares de torcedores que vão aos jogos nos estádios da Copa do Mundo contam com o trabalho de catadores de material reciclável, que garantem a limpeza da área externa das arenas e das festas oficiais para as torcidas. Seis cidades-sede foram contempladas com R$ 2,3 milhões do Ministério do Meio Ambiente, o que permite a atuação de 710 catadores em Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal e São Paulo.

Esses recursos foram usados de acordo com o plano definido para cada cidade, no qual estão inclusos capacitações, gastos com remuneração, aquisição de uniformes e equipamentos de proteção, alimentação e transporte dos catadores, logística para transporte do material coletado e divulgação das ações de coleta seletiva solidária. Os catadores realizam a coleta seletiva no entorno das arenas onde os jogos são disputados, nas festividades locais, incluindo as festas oficiais para as torcidas, chamadas de Fifa Fan Fest.

"Esse projeto tem contribuído para estimular a população que ali se encontra a pensar na correta forma de descarte dos seus resíduos; para dar visibilidade nacional e internacional ao trabalho desenvolvido pelos catadores de materiais recicláveis; e para fazer refletir sobre questões ambientais e de sustentabilidade e, ainda, demonstrar o modelo de gestão de resíduos por meio da coleta seletiva com a participação dos catadores de materiais recicláveis", explica o gerente de projeto do Ministério do Meio Ambiente, Eduardo Rocha.

Em Fortaleza já foram recolhidos, desde a abertura da Copa até terça-feira, 17 de junho, 1,1 tonelada de resíduos ao redor da arena Castelão. Já os resíduos coletados das Fan Fests chegaram a 4,7 toneladas, no mesmo período.

Destinação adequada

Todo o material recolhido é destinado às cooperativas de reciclagem. As cooperativas de catadores estão ampliando a renda com a venda do material reciclável coletado nas áreas da Copa, que são reaproveitados. Essa iniciativa também gera economia de recursos naturais, redução do envio de materiais para o aterramento e consequente redução na contaminação do solo e da água, além da inclusão social da categoria de catadores de material reciclável.

Em Fortaleza já foram recolhidos, desde a abertura da Copa até terça-feira, 17 de junho, 1,1 tonelada de resíduos ao redor da arena Castelão. Já os resíduos coletados das Fan Fests chegaram a 4,7 toneladas, no mesmo período. Até segunda-feira (16), em Manaus, foram coletadas, aproximadamente, três toneladas, entre plásticos, garrafas pet, latinhas e papelões.

O ministério tem realizado visitas técnicas às cidades que receberam os recursos. São Paulo, Natal e Belo Horizonte já foram vistoriadas. A analista ambiental da pasta, Mariana Alvarenga, acompanhou a ação dos catadores na capital paulista, na abertura da Copa, e verificou um trabalho muito bem organizado, tanto do ponto de vista do projeto, quanto das cooperativas.

“Os catadores estão tendo visibilidade e chamando atenção para o tema dos resíduos sólidos”, destaca. No dia seguinte ao jogo, a analista conheceu o trabalho da cooperativa que já havia separado e pesado todo material recolhido. As cidades de Fortaleza, Manaus e Curitiba serão visitadas até a semana que vem.

Histórico

Cada cidade elaborou seu projeto de acordo com as suas necessidades, seguindo as diretrizes do ministério. No início do ano, a pasta promoveu o seminário Plano de Limpeza e Coleta das Cidades-Sede da Copa 2014, com a finalidade de compartilhar experiências de coleta seletiva em grandes eventos entre os municípios e esclarecer aspectos do projeto de inclusão do catador no mundial.

Essa iniciativa é um dos temas prioritários definidos no âmbito da Câmara Temática Nacional de Meio Ambiente e Sustentabilidade (CTMAS), instalada em maio de 2010, com representantes do governo federal, dos estados e dos municípios e coordenada pelos Ministérios do Meio Ambiente e do Esporte.

(Via Ministério do Meio Ambiente)
 

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital