Editorias / Cidades Sustentáveis
HOME | Posts | 2014 | Workshop discute instalação de parklets como estímulo ao convívio social

Cidades Sustentáveis

25 de Setembro de 2014

Leia Também

Parklet: Construção do lugar 18 de Junho de 2014

Parklet: Construção do lugar

 

Workshop discute instalação de parklets como estímulo ao convívio social

parklet-ecod.jpg
Abertura do workshop da Escola de Parklet, em São Paulo
Foto: Fábio Arantes/Secom-SP

Esclarecer diretrizes sobre a instalação dos parklets ("vagas vivas") e promover a troca de experiências entre o poder público, arquitetos, engenheiros, designers e entidades da sociedade civil. Estes foram os principais objetivos do workshop Escola de Parklet, realizado na quarta-feira, 24 de setembro, na Escola São Paulo.

Na abertura do evento, o prefeito da capital paulista Fernando Haddad (PT) afirmou que este tipo de iniciativa contribui para a construção de uma cidade mais humana. Organizado pela Companhia de Engenharia de Tráfego, em parceria com a escola e com o Instituto Mobilidade Verde, o evento integra a Semana da Mobilidade.

“É uma agenda comunitária que deve ser suprapartidária. Esta ideia de uma praça em uma vaga de estacionamento é de uma força simbólica e pedagógica que faz as pessoas perceberem que a cidade está indo para uma nova direção, mais humana”, afirmou Haddad.

Os parklets são plataformas que podem ser equipadas com bancos, floreiras, mesas, cadeiras, guarda-sóis, aparelhos de exercícios físicos, paraciclos ou outros elementos de mobiliário, sempre com a função de recreação ou de manifestações artísticas.

Os parklets foram criados em São Francisco, nos Estados Unidos. No Brasil, a ideia foi implementada pela primeira vez em São Paulo, em 2013.

 “Uma das maneiras de incentivar as iniciativas é deixar as regras de instalação bem claras, mantendo sempre as condições de segurança, para quem vai frequentar e para quem circula pelo local”, ressaltou o secretário Jilmar Tatto (Transportes).

Participação popular

Os parklets foram criados em São Francisco, nos Estados Unidos. No Brasil, a ideia foi implementada pela primeira vez em São Paulo, em 2013. O workshop contou com a participação dos arquitetos e designers do Coletivo Parkl(IT), vinculado ao Instituto Mobilidade Verde, responsáveis pelos seis primeiros parklets da cidade. “A gente trabalha para as pessoas voltarem para as ruas, para ocuparem o espaço público”, enfatizou Lincoln Paiva, presidente do Instituto.

Para o secretário Fernando de Mello Franco (Desenvolvimento Urbano), os parklets integram um conjunto ações conhecidas como micro urbanismo. “É uma transformação a partir de pequenas intervenções, em que a participação da população é fundamental."

Termo de compromisso

Segundo decreto publicado em abril de 2014, qualquer munícipe (pessoa física ou jurídica) pode instalar um parklet. A solicitação deverá ser feita à subprefeitura responsável pelo local, junto a um termo de compromisso de instalação, manutenção e remoção do parklet.

As subprefeituras também são responsáveis por averiguar a conveniência do pedido e publicar edital destinado a dar conhecimento público da solicitação. Mais informações sobre as regras estão disponíveis na página da Secretaria de Desenvolvimento Urbano.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital