Editorias / Economia e Política
HOME | Posts | 2015 | Abril | Chefe da ONU cobra financiamento eficiente do setor privado à agenda pós-2015

Economia e Política

10 de Abril de 2015

 

Chefe da ONU cobra financiamento eficiente do setor privado à agenda pós-2015

ban-ecod.jpg
"Todas as fontes de financiamento devem ser aproveitadas", destacou Ban Ki-moon
Foto: Thomas Hawk

A comunidade internacional necessita de um marco financeiro capaz de confrontar a multifacetada crise atual de uma forma previsível e efetiva para poder adotar a agenda de desenvolvimento sustentável pós-2015, declarou na quarta-feira, 8 de abril, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, durante abertura da audiência interativa informal da Assembleia Geral das Nações Unidas para a Terceira Conferência Internacional sobre o Financiamento para o Desenvolvimento.

“Todas as fontes de financiamento devem ser aproveitadas – públicas, privadas, nacionais e internacionais”, destacou o chefe da ONU. “O mundo precisa de um marco financeiro internacional que seja previsível e efetivo para encarar os desafios e alcançar o desenvolvimento sustentável e inclusivo”.

Entretanto, ele notou que muitos obstáculos para facilitar o financiamento permanecem. Em muitos países, tentativas de levantar recursos públicos através de tributação continua a ser dificultada por brechas e evasão fiscal, enquanto o fluxo do capital internacional sofre de volatilidade.

Esse ano marca o fim dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) da ONU, que os líderes acordaram há 15 anos atrás

O presidente da Assembleia Geral da ONU, Sam Kutesa, pediu um compromisso firme do setor privado com os futuros Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), atribuindo recursos, especialização e engenho a esta causa. “Mobilizar recursos financeiros para infraestrutura crítica como energia, transporte, água e saneamento é fundamental para uma transformação estrutural, o crescimento econômico e inclusão social e sustentabilidade do meio ambiente”, adicionou.

Desafios persistem

Esse ano marca o fim dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) da ONU, que os líderes acordaram há 15 anos atrás. Grandes progressos foram alcançados para atingir as metas traçadas. A pobreza global, por exemplo diminuiu para metade bem antes de 2015; nos países em desenvolvimento, 90% das crianças agora contam com escolas primárias; caiu em 50% o número de pessoas com acesso à água potável e a luta contra a malária e a tuberculose tem tido resultado, de acordo com ONU.

Porém, os desafios persistem, e com a data limite para os ODMs no final deste ano, a ONU vai criar um novo conjunto de metas conhecidas como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Em todo o mundo, 73 milhões de jovens estão procurando por emprego e muitos outros estão em trabalhos exploratórios. Nos últimos anos, mais de 2,5 milhões de crianças em países emergentes entraram na pobreza, totalizando mais de 76 milhões.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital