Editorias / Empreendedorismo
HOME | Posts | 2015 | Junho | Itaú anuncia criação de centro de empreendedorismo para startups digitais

Empreendedorismo

03 de Junho de 2015

Leia Também
 

Itaú anuncia criação de centro de empreendedorismo para startups digitais

 cuco-ecod.jpg
Sede do Cubo terá mais de 5 mil metros quadrados de área e terá capacidade para comportar 250 residentes
Imagens: Itaú Unibanco/Divulgação

O Itaú Unibanco, em parceria com a empresa paulistana de capital de risco Redpoint e.ventures, anunciou no final de maio a criação de um centro de empreendedorismo para as startups digitais brasileiras. Batizado de "Cubo", o espaço deve ser inaugurado a partir de setembro e oferecerá um espaço apropriado para atender até 50 startups de tecnologia.

Situada na Vila Olímpia, na zona sul de São Paulo, a sede do Cubo terá mais de 5 mil metros quadrados de área e capacidade para comportar 250 residentes, com infraestrutura para oferecer conteúdo sobre empreendedorismo a quem se interessar pelo tema.

Além dos três andares destinados para o ambiente de coworking (espaço compartilhado), o Cubo também contará com um auditório para 130 pessoas, cafeteria, salas para cursos e espaço para eventos na cobertura do prédio. "A iniciativa apoiará desde startups digitais em estágio avançado até empreendedores que precisam de incentivo para tirar sua ideia do papel com oferta de infraestrutura de qualidade, networking e conteúdo de educação empreendedora", explica em nota Ricardo Guerra, diretor executivo do Itaú Unibanco.

Outro diferencial do centro é a criação de uma rede de conexões global entre diversos agentes do mercado

Mentores especializados nos mais diversos temas auxiliarão os residentes do espaço, além de oferecer uma plataforma de educação empreendedora para promover workshops, palestras e promoção de eventos para os interessados no setor.

Seleção minuciosa
As startups que serão alocadas no Cubo passarão por uma seleção minuciosa para saber se suas iniciativas realmente oferecem soluções tecnológicas de relevância para o mercado e se elas têm capacidade de transformação da sociedade. Outros aspectos levados em consideração são o estágio de atuação no mercado, a capacidade de execução da ideia, alcance de escala e oferta de valor para outros residentes.

cubo2-ecod.jpg

Outro diferencial do centro é a criação de uma rede de conexões global entre diversos agentes do mercado – empreendedores, empresas de tecnologia, investidores, estudantes, universidades, entidades do setor, entre outros, a fim de desenvolver soluções inovadoras para a sociedade. Além disso, o Cubo irá oferecer um centro de eventos e congregação para o ecossistema de startups digitais do Brasil e América Latina.

Preencher lacuna
O Itaú será o sócio mantenedor e o principal provedor de recursos para o Cubo. A seleção de startups e as atividades de educação empreendedora terão curadoria da Redpoint e.ventures, e serão realizadas pela equipe de especialistas da companhia.

"O Cubo será o ponto de encontro do empreendedorismo digital no Brasil e irá preencher uma lacuna que estava aberta há tempos no nosso mercado. Acreditamos que empreendedores são críticos para o futuro do país", afirma Flávio Pripas, diretor do projeto. "A intersecção de empreendedores, investidores, mentores, pesquisadores e grandes empresas vai aumentar exponencialmente o potencial de sucesso das startups", conclui o executivo.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital