Editorias / Energia
HOME | Posts | 2016 | Posts | Março | Escola no interior parananense será abastecida 100% por energia solar

Energia

15 de Março de 2016

Leia Também
 

Escola no interior parananense será abastecida 100% por energia solar

escolasolar-ecod.jpg
Objetivo da Escola Municipal Criança Feliz é 'zerar' a conta de luz
Foto: Prefeitura de Marechal Cândido Rondon / Divulgação

A Escola Municipal Criança Feliz, de Marechal Cândido Rondon, no oeste paranaense, deverá ser a primeira escola pública do Paraná com sistema de energia solar. A previsão é que a instalação da usina de micro geração seja concluída até o final de abril. Com um investimento de R$ 100 mil, o sistema fornecerá energia suficiente para reduzir a conta de luz em R$ 1,5 mil por mês.

O sistema contará com 50 placas fotovoltaicas, fixadas ao telhado, com capacidade de produzir 13 mil Watt-pico. Em meses em que houver excedente de geração, o valor equivalente poderá ser descontado da fatura de energia de outro órgão do município. O contrato entre a prefeitura e a empresa GCENG Serviços de Engenharia Elétrica, responsável pelo projeto, foi assinado no dia 24 de fevereiro.

“É um projeto piloto que deverá ser implantado em outras instituições de ensino no Estado. Durante o ano muitas vezes a usina será autossuficiente, o que irá gerar uma economia significativa. É o sol sendo utilizado de uma forma muito importante”, destacou ao G1 PR o representante da GCENG, Tiago Oliveira.

Segundo a secretária de Educação, Marta Salete Bendo, a Escola Criança Feliz foi escolhida para a experiência por ser a que reúne o maior número de alunos entre as 24 escolas municipais, cerca de 410 no total. A iniciativa poderá ser expandida para outras instituições de ensino e órgãos públicos municipais.

marechalcristorei-ecod.jpg
No Colégio Cristo Rei, também em Marechal Cândido Rondon, ideias de sustentabilidade adotadas são propostas pelos próprios alunos
Foto: Colégio Cristo Rei / Divulgação

Desde o fim de 2015, o colégio particular Cristo Rei – que tem 440 alunos distribuídos em turmas da educação infantil ao ensino médio - vem implantando projetos de sustentabilidade como o do sistema de energia solar, além de jardinagem, filtragem e drenagem pluvial e instalação de cisternas elevadas para o aproveitamento da água da chuva.

“Investimos cerca de R$ 120 mil nos quatro projetos. Com a energia solar, de segunda a sexta deixamos de usar de 33% a 34% da energia fornecida pela Copel e nos fins de semana alimentamos a rede e com isso somamos créditos descontados na conta no fim do mês. Neste período, os gastos com energia elétrica que chegavam a R$ 9 mil por mês, agora é de R$ 5,5 mil. Estamos bastante animados”, comentou o diretor Roque Cesar Barbosa ao explicar que as ideias de sustentabilidade surgiram de sugestões dos próprios alunos.

Também em Marechal Cândido Rondon, funciona o Condomínio de Agroenergia para Agricultura Familiar Sanga Ajuricaba, que transforma dejetos de animais de um grupo de propriedades rurais em energia elétrica. Unidade vem sendo testada desde 2009 e já faz parte do Sistema Interligado Nacional (SIN). O biogás é produzido com a participação de 33 famílias cooperadas.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital