Editorias / Carros e Transportes
HOME | Posts | 2018 | Posts | Metrô de Salvador investe em boas práticas nas áreas de energia, água e resíduos

Carros e Transportes

04 de Setembro de 2018

 

Metrô de Salvador investe em boas práticas nas áreas de energia, água e resíduos

metro-ecod.jpg
Cada trem do metrô é capaz de transportar 1.000 passageiros por viagem
Fotos: Divulgação CCR Metrô Bahia

Movido a energia elétrica e com baixa emissão de CO2, o Metrô de Salvador tem sido um importante vetor da ampliação da mobilidade urbana na capital baiana e Região Metropolitana. Inaugurado em junho de 2014, o modal contribui para a melhoria da qualidade ambiental da cidade ao reduzir, por exemplo, o número de automóveis e ônibus nas ruas. Cada trem do metrô é capaz de transportar 1.000 passageiros por viagem – o que equivale, por exemplo, a quase mil automóveis ou cerca de 25 ônibus a menos nas avenidas. Os princípios de sustentabilidade dele se estendem à grande parte da estrutura e dos processos do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas, administrado e operado pela CCR Metrô Bahia. Isso vai desde a lavagem dos trens até a construção das estações, passando pela operação diária.

Além de campanhas institucionais voltadas para a conscientização de colaboradores e usuários no que tange ao uso consciente da água, energia e geração de resíduos, a concessionária adota outras práticas sustentáveis e de economia de água. Instalada no Pátio Pirajá, a máquina de lavar trens tem capacidade de reutilização de até 95% da água. A máquina automática tem potencial para recuperar e tratar a água para o reuso e é muito semelhante a um lava-rápido de carros. O trem é levado por um condutor até o equipamento e passa por ele a uma velocidade máxima de 5km/h. O lavador de trem possui doze escovas com cerdas e executa a lavagem em quatro etapas: ducha com água reutilizada, aplicação de desengraxante alcalino, de cera e, por último, enxague com água limpa. A lavagem conta com dois operadores, um conduzindo o trem e o outro comandando a máquina de lavar. A operação é realizada a partir das 22 horas e dura, no máximo, 5 minutos. Cada composição passa por esse processo, no mínimo, a cada sete dias. Já a limpeza da parte interna é diária.

As escadas rolantes das estações de metrô e terminais de ônibus são consideradas inteligentes por possuírem um sensor que reduz sua velocidade na ausência de usuários, contribuindo para a economia de energia e uma redução de cerca de 40% no consumo

Os banheiros da CCR Metrô Bahia contam com dispositivos como torneiras de fechamento automático e com regulador de vazão que contribuem com a redução de consumo de água de 40% a menos que uma torneira tradicional. Os vasos sanitários possuem duplo acionamento com opção de utilização parcial e total da vazão da água da caixa, onde a economia de água na hora de efetuar a descarga pode ser de até 50%.

Conceitos ambientais
Além desses dispositivos, as estações foram construídas seguindo conceitos ambientais. As estações típicas da Linha 2 do metrô – Pernambués, Imbuí, CAB, Pituaçu, Flamboyant, Tamburugy, Bairro da Paz, Mussurunga e Aeroporto - valorizam o aproveitamento de recursos energéticos naturais - ventilação e iluminação - viabilizados por dez abóbodas metálicas alinhadas e sobrepostas, que propiciam a entrada de luz e ar. Com isso, as luminárias das plataformas, mezaninos e acessos que possuem a iluminação natural permanecem desligadas parcial ou totalmente durante o dia, possibilitando uma economia de até 50% no consumo total de energia. Quando escurece, as lâmpadas de LED garantem a iluminação plena nas estações com redução do consumo, representando, em média, 50% de economia de eletricidade, quando comparadas com lâmpadas tradicionais.

As escadas rolantes das estações de metrô e terminais de ônibus são consideradas inteligentes por possuírem um sensor que reduz sua velocidade na ausência de usuários, contribuindo para a economia de energia e uma redução de cerca de 40% no consumo. A iluminação em LED também é utilizada em áreas administrativas e operacionais, e vias de acesso à sede da empresa. Outro destaque é o revestimento térmico da fachada do Bloco J, no Pátio Pirajá, que permite um menor consumo de energia através do sistema de ar-condicionado.

metro2-ecod.jpg

Resíduos
O gerenciamento de resíduos também é uma preocupação da CCR Metrô Bahia. Todas as instalações da empresa possuem lixeiras adequadas para o descarte seletivo do lixo. Resíduos recicláveis (papel/papelão e plástico) coletados internamente são doados para cooperativas de reciclagem, já as madeiras são encaminhadas para reaproveitamento pela indústria de cerâmica, como fonte de energia nas fornalhas. Em 2017, mais de 10 toneladas de resíduos recicláveis foram destinadas. Além disso, mais de 30 toneladas de sucatas foram vendidas para a indústria siderúrgica e retornadas para o processo produtivo.

O Pátio Pirajá possui ainda uma Central de Armazenamento de Resíduos que contempla um galpão de 100 m² onde foram instaladas sete caixas coletoras de resíduos com capacidade para armazenar 2m³, confeccionadas de acordo com as particularidades da geração de resíduos da atividade metroviária. Nessa central são armazenados os resíduos Classe II – não perigosos, incluindo os recicláveis, que passam por uma triagem antes de serem destinados para a cooperativa. A adoção dessas estratégias sustentáveis vem otimizando as atividades do transporte sobre trilhos em Salvador e Região Metropolitana, minimizando, sobretudo, os impactos ambientais.

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital