Editorias / Biodiversidade
HOME | Posts | 2011 | Janeiro | EcoD Básico: influência das árvores sobre o clima

Biodiversidade

26 de Janeiro de 2011

Leia Também
 

EcoD Básico: influência das árvores sobre o clima

 
Além de belas, as árvores regulam o clima do planeta/Foto: Matthew Stewart Photographer

Elas são bonitas, tornam a vida dos seres vivos mais agradável e contribuem para o meio ambiente, uma vez que mantém a umidade do ar e diminuem a poluição, pois dissolvem o gás carbônico durante a queima de combustível – processo fundamental em tempos de mudança climática e aquecimento global. É claro que estamos falando das árvores. Este EcoD básico mostra como elas influenciam o clima do planeta.

Por que faz diferença que as árvores sejam plantadas ou cortadas? As árvores nos fornecem madeira, combustível, alimentos, remédios, látex e outros produtos que usamos em nosso cotidiano. Também afetam o clima de nosso planeta. Sua existência ou remoção fazem uma considerável diferença no clima.

Como as árvores influenciam o clima?

As árvores afetam o nosso clima de três maneiras básicas: reduzindo a temperatura, reduzindo o uso de energia e reduzindo ou removendo os poluentes do ar. Cada parte de uma árvore, das folhas às raízes, contribui para o controle climático.

As folhas ajudam a reduzir a temperatura. Elas refrigeram o ar por meio de um processo conhecido como evapotranspiração, que é a combinação de dois processos simultâneos: evaporação e transpiração (ambos liberam umi­dade no ar). Durante a evaporação, a água é convertida de líquido em vapor e evapora da terra, dos lagos, dos rios e até mesmo de pavimentos. Durante a transpiração, a água atraída da terra pelas raízes evapora das árvores. O processo pode ser invisível aos nossos olhos, mas um carvalho de grande porte pode transpirar 150 mil litros de água para a atmosfera a cada ano.

Esse sistema externo de condicionamento de ar que as árvores fornecem reduz o consumo de energia em casa ou no escritório. A sombra fornecida por árvores decíduas plantadas de maneira adequada refrigera edifícios nos meses de frio, permite que os raios quentes do sol brilhem por entre seus galhos no inverno e também protege os edifícios contra ventos frios. Com algum planejamento, árvores plantadas em ambiente urbano podem ajudar a minimizar o efeito de ilha de calor que aflige muitas cidades.

Quando árvores crescem em áreas urbanas, tanto as temperaturas do ar quanto as das superfícies se reduzem. Pesquisadores constataram que plantar uma árvore na face oeste e uma na face sul de uma casa pode reduzir significativamente o consumo de energia. No estudo conduzido pela Environmental Protection Agency, os custos anuais de refrigeração foram reduzidos entre 2% e 8%.

As folhas também filtram partículas do ar, incluindo poeira, ozônio, carbono, monóxido e outros poluentes atmosféricos. Pelo processo de fotossíntese, as árvores removem o dióxido de carbono (CO2), um dos gases causadores do efeito estufa, e liberam oxigênio no ar. As árvores também armazenam CO2, por meio de um processo conhecido como sequestro de carbono, que evita as emissões que contribuem para o aquecimento global.

Árvores não evitam o chamado "smog fotoquímico"

No entanto, as árvores não nos salvam do smog fotoquímico, um processo causado quando a luz do sol e compostos químicos como os gases de exaustão de automóveis se combinam. Elas contribuem para isso ao liberar gases orgânicos.

Plantar árvores como solução para o aquecimento global, uma prática comumente ligada à compensação de emissões, pode ter impacto positivo sobre o controle da temperatura mundial apenas no caso de elas serem plantadas nos trópicos, uma estreita faixa geográfica em torno do Equador, que inclui a floresta amazônica. Normalmente, as árvores ajudam a resfriar o planeta ao absorver CO2 como parte do processo de fotossíntese e ao evaporar água para a atmosfera.

Nos trópicos, a água se evapora das árvores naturalmente, adensando as nuvens e mantendo as temperaturas mais baixas. Fora dos trópicos, porém, pesquisadores vêm constatando que as florestas aprisionam calor porque sua densa e escura cobertura não absorve a luz do sol.

Situação mundial das florestas preocupa

As florestas recobrem 30% de nosso planeta e se concentram especialmente em 11 países: Brasil, Costa Rica, Estados Unidos, Canadá, Rússia, China, Austrália, Congo, Indonésia, Peru e Índia. Apesar da importância delas, o desaparecimento provocado pela ação humana é um problema que cresce a cada dia. Entre 2000 e 2009, cerca de 13 milhões de hectares de floresta (uma área de tamanho equivalente ao da Grécia) foram extintos a cada ano.

O desmatamento se dá por conta do crescimento populacional e às crescentes demandas da agricultura e das indústrias. As árvores são cortadas para abrir espaço para novos projetos imobiliários ou para alimentar a indústria madeireira.

Um esclarecimento importante, é que clima e tempo não são a mesma coisa. O tempo é determinado por padrões de curta duração, como os divulgados nos telejornais sobre um período de poucos dias; os padrões de clima influenciam prazos mais longos, em geral na ordem dos 30 anos. E o clima do nosso planeta está cada vez mais quente - a temperatura média subiu de 1 a 1,5 graus célsius nos últimos 100 anos, segundo o IPCC (Painel Intergovernamental das Nações Unidas para Mudanças Climáticas).

Para chamar a atenção do mundo para a importância da preservação, a ONU declarou 2011 como o Ano Internacional das Florestas.

Fontes: HowStuffWorks, USGS e EPA

Faça sua doação!

Estamos precisando muito da sua ajuda e qualquer valor doado é de grande importância.

Você pode impedir que este trabalho importante de conscientização acabe, fazendo sua doação. Todos os recursos obtidos serão utilizados para a manutenção de nossas atividades. Vale lembrar que todo conteúdo é 100% gratuito e acessível a qualquer cidadão.

Clique aqui e saiba como fazer a sua doação!

Comentários

Deixe sua opinião sobre este assunto.

Dicas
Veja Mais Dicas
Guias
Veja Mais Guias
 
Shopping EcoD
Abrasivo Digital